5 Dicas para não errar na gestão de finanças em 2023

A gestão de finanças é uma área indispensável para a administração de uma empresa. Quando o setor é bem organizado e estruturado, seu negócio pode alcançar um estágio mais alto de maturidade e encontrar margem para se desenvolver.

Entretanto, apesar da importância desse processo para a rotina da empresa, a gestão dos recursos corporativos costuma causar muitas dúvidas. Além disso, muitos empreendedores cometem erros relevantes que podem colocar em risco a longevidade do negócio.

Quer aprender a não errar na gestão empresarial? Neste artigo, você saberá a importância de uma administração financeira eficiente e conhecerá 5 dicas para não errar ao elaborar seu planejamento.

Não perca!

O que é a gestão de finanças?

Antes de saber como não errar na gestão financeira, é interessante saber o que é essa área na empresa. A gestão de finanças é a administração dos recursos e, portanto, ela se relaciona aos ganhos e às despesas do seu negócio.

Ela tem o objetivo de proporcionar mais organização para as finanças, contando com dados e informações específicas da empresa. Inclusive, essa gestão é fundamental para negócios de qualquer porte.

É a partir da gestão de finanças que é possível avaliar como está a saúde do empreendimento. Além disso, ela permite estruturar e planejar os próximos passos da empresa e pode viabilizar um crescimento sustentável.

Qual a importância de fazer uma boa gestão?

Fazer a gestão de empresas pode ser um desafio para inúmeros empreendedores. Afinal, a posição requer dinamismo e agilidade, já que o mercado passa por oscilações diversas e está em constante evolução.

Nesse sentido, não contar com a gestão adequada das finanças pode colocar em risco toda a operação. Isso acontece porque você não saberá como está a situação da empresa, inviabilizando o sucesso de novos investimentos.

Ainda, a falta de controle efetivo das finanças aumenta as chances de endividamento da empresa. Quando não há essa administração dos recursos, podem surgir problemas quanto à quitação dos compromissos financeiros.

Dessa forma, a gestão das finanças é indispensável para manter a operação saudável. Por facilitar a visualização da saúde financeira da empresa, ela otimiza a tomada de decisão e contribui para o negócio alcançar novos patamares de desenvolvimento.

Quais os principais erros na gestão de finanças?

Apesar da importância da gestão de finanças, é comum ocorrerem erros durante os processos referentes a ela. Muitos gestores, por exemplo, fazem as análises de dados sem estabelecer recortes de tempo predefinidos para avaliar. Assim, inconsistências nas informações não são identificadas com agilidade.

Outro erro usual é não acompanhar os prazos — como as contas a pagar e a receber. A má gestão do fluxo de caixa está entre os principais fatores de risco para a longevidade do empreendimento.

Especialmente em pequenos negócios, também é comum haver a mistura entre contas corporativas e finanças pessoais. Essa confusão entre informações prejudica a definição de planejamentos efetivos e a análise da situação financeira da empresa.

Como não errar na gestão de finanças? Confira 5 dicas!

Chegando aqui, você já compreendeu que existem erros que podem prejudicar a gestão financeira da empresa. Então confira 5 dicas para não cometê-los em 2023!

1. Tenha controle de caixa

A primeira dica é assumir o controle do fluxo de caixa. É fundamental saber quais são os recursos que entram e saem das contas da empresa — como contas gerais, pagamento de impostos, salários dos funcionários e outros valores. Todas as movimentações precisam ser registradas.

Essa gestão mais próxima das operações financeiras serve para gerar mais transparência acerca do orçamento da empresa. Com o controle mais próximo, a identificação de possíveis problemas também acontecerá com mais agilidade. 

2. Organizar o orçamento

Programar gastos é um caminho positivo para ter uma boa gestão das finanças corporativas. Nessa etapa, vale a pena elaborar um orçamento empresarial com os gastos que podem ser previstos durante um ano inteiro. A prática será vantajosa para proporcionar mais previsibilidade para a empresa. 

Outra dica importante é estruturar a reserva financeira da organização nesse orçamento. Isso ocorre porque o capital de giro assumirá uma função relevante para manter a operação sustentável e minimizar riscos.

3. Analise os gastos atuais

Ao reunir dados sobre entradas, saídas e pagamentos diversos, é possível ter um panorama sobre as despesas da sua empresa. Com isso, o momento pode ser de grande ajuda para definir cortes de custos.

Por exemplo, imagine que em uma das contas da empresa está uma despesa alta que não faz sentido para o momento do negócio. Ao identificá-la, é possível tirá-la do orçamento sem prejudicar a operação, garantindo mais capital disponível para aplicar em outras áreas.

4. Trace objetivos claros

A quarta dica é traçar objetivos claros para seu negócio. Para conseguir alcançá-los, é preciso elaborar planos de ação condizentes com a realidade financeira da empresa.

Inclusive, vale a pena adotar métricas para avaliar o progresso regularmente. A partir delas, você identificará o quanto a empresa tem avançado ao longo do tempo e avaliará se o plano de ação é o mais adequado para o momento.

5. Adote softwares de gestão

Adotar softwares de gestão financeira é outra dica fundamental para não errar no controle das finanças. Afinal, depender da gestão manual e da administração dos dados com planilhas não é o caminho mais efetivo se você busca levar o negócio ao próximo patamar.

Se a sua empresa ainda não é adepta das novas tecnologias, esse pode ser o momento para implementar softwares que proporcionam um controle financeiro e que fazem a gestão de contas mais simples, como o Controlle.

Ele permite que você tenha uma visão geral da empresa, possibilitando que novos direcionamentos sejam feitos de maneira embasada. Assim, é possível definir tanto a contenção de despesas ou mesmo a identificação do volume de entradas monetárias.

Ademais, o Controlle contribui positivamente para aumentar a produtividade do seu negócio. Como haverá automação de diversas tarefas, existirá menos dependência das atividades manuais, permitindo que a equipe foque em outras rotinas internas. 

Como você aprendeu, a boa gestão de finanças é essencial para trazer mais segurança para o funcionamento do negócio e viabilizar seu crescimento. Com essas 5 dicas, o negócio poderá evitar falhas no orçamento em 2023 e nos anos seguintes.Quer otimizar todo o processo de gestão financeira do seu negócio? Experimente gratuitamente o Controlle!

Sistema de controle financeiro

Deixe seu comentário
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade