9 características de um bom líder

Poucas pessoas refletem sobre as qualidades necessárias para ser um...

Poucas pessoas refletem sobre as qualidades necessárias para ser um bom chefe ou líder de equipe. Nessa reflexão, a maioria dos aspectos retratados diz respeito ao lado negativo da posição: chefes tiranos que maltratam seus empregados, chefes que deixam de valorizar o trabalho de inferiores com medo de sua ascensão. Há, entretanto aqueles que desafiam e motivam seus empregados? Aqueles que aumentam a produtividade e o desempenho geral da equipe? Sim.

Ser um bom chefe é mais do que um simples emprego, exige tino e aprendizado constante. Chefes, entre outras características, supervisionam departamentos e a empresa como um todo, tendo uma visão geral sobre as efetivas necessidades de cada setor.  Descubra abaixo se você possui as características necessárias de um líder e se realmente está preparado para exercer esse cargo.


1 – Competência

O primeiro e mais importante aspecto a ser considerado na qualificação de um líder é sua competência profissional. O indivíduo deve conhecer bem as atividades que coordenará e também ser capaz de fazê-las. É necessário entender as responsabilidades e as tarefas desempenhadas por cada posição na empresa.

Isso ocorre por meio de experiência profissional, progressão na carreira e estudo minucioso sobre as atividades a serem desempenhadas. Ainda que tenha alcançado esta posição devido a sua competência, um chefe não deixa de trabalhar suas falhas e seus pontos fracos, já que está em uma evolução constante.

2 – Visão

Chefes precisam ver a direção para qual caminha a empresa e, por meio de suas ações, proporcionar essa evolução institucional. Assim, um bom chefe é aquele que segue a missão da empresa (sua empresa não tem uma? Pois deveria!), e trabalha no sentido de concretizá-la. Além disso, ele deve prever problemas antes que eles ocorram.

3 – Trabalho em equipe

Além de ser capaz de confiar em seus subordinados, chefes precisam coordená-los e harmonizar suas atividades dentro da equipe. Ainda que a hierarquia seja inerente à posição exercida, um bom líder é aquele que fomenta lealdade e produtividade. As responsabilidades delegadas aos empregados devem ser correspondidas por meio de atitudes concretas, sem a necessidade de constante supervisão e correção. Caso contrário, o chefe deve repreendê-los e fazer eventuais substituições.

4 – Liderança

Nem todas as pessoas são capazes de liderar. Existem personalidades mais propícias a essa atividade. Normalmente, são pessoas com instinto motivador e executor, que consegue captar a admiração de outras pessoas por meio de suas atitudes e, assim, delegar diretivas para a execução de tarefas. Além disso, chefes devem saber quando tomar alguma atitude, diretamente. Nem sempre é necessário delegar tarefas e bons chefes sabem quando “colocar a mão na massa”.

5 – Exemplo

Bons líderes também agem por meio de exemplo. Não basta pedir que seus funcionários economizem energia e papel se você mesmo não segue essas orientações. Um exemplo interessante de líder com essa característica é o Papa Francisco, que dispensa certas regalias do cargo e tem um estilo de vida frugal. Assim, visite o “chão de fábrica”, ouça de perto as demandas dos empregados e aja de acordo com as diretrizes da empresa.

6 – Iniciativa

Líderes devem ser, ainda, pessoas de iniciativa. Isso significa trabalhar em cima de uma ideia até o ponto de sua implementação, e não apenas sugerir conceitos e esperar que eles sejam adotados. Nesse momento, é importante que as adversidades sejam consideradas meros contratempos entre o presente e a efetiva conclusão de determinado projeto.

Steve Jobs, por exemplo, foi o responsável pela criação dos computadores pessoais. Nos anos 1970, quando computadores ainda eram maiores do que salas de aula, ele já pretendia produzir modelos que pudessem ser vendidos a usuários particulares, para uso doméstico.

7 – Resiliência

Resiliência significa a capacidade de lidar com problemas e de superar obstáculos. Como líder, será necessário exercer essa habilidade de forma constante, ainda mais durante flutuações do mercado. O mercado de trabalho e o cenário econômico estão em constante transformação, o que demanda mudança, adaptação e aptidão para direcionar a empresa nessa transição.

8 – Comunicação

Bons chefes sabem se comunicar. Essa é uma máxima que define todas as relações empresariais, porque a comunicação pode ser interna (com empregados e departamentos) e externa (com clientes e investidores). A capacidade comunicativa é demonstrada por meio de interações respeitosas e que não subestimam a capacidade de seus interlocutores.

Além disso, é essencial que as informações sejam tratadas de forma sensível, ou seja, que segredos de indústria sejam mantidos, que informações pessoais dos empregados sejam respeitadas.

9 – Habilidade de lidar com pessoas

Sejam elas seus empregados, sejam elas clientes, é necessário que um chefe saiba lidar com pessoas. Para isso, não basta saber se comunicar. É preciso ouvir sugestões, comentários, perceber inaptidões e motivar em momentos de dificuldade. Entretanto, um líder também precisa saber ser direto e duro, quando necessário.

Mais do que características inatas, esses atributos podem também ser desenvolvidos por meio de experiência profissional e de capacitação técnica. Ainda assim, se você não se encaixa nesse perfil, é possível se enquadrar em outros tipos profissionais e atingir diferentes patamares de sucesso. O importante é o reconhecimento de que essas habilidades demandam constante aprimoramento e reflexão.

Você é um líder? Quais características você precisa aprimorar? Conte para nós.

Leia também:

Você é chefe ou líder?

Networking: criando conexões para alavancar novos negócios

7 dicas para aplicar a gestão de RH a favor da sua empresa


Deixe seu comentário