Assuma as finanças da empresa em 3 passos simples!

Um dos erros principais de quem vai abrir um negócio...

Um dos erros principais de quem vai abrir um negócio é não ter intimidade com as finanças. Um erro ainda maior é acreditar que pode administrar a empresa totalmente alheio aos números.

 

Por mais que o empreendedor não queira pensar em fluxo de caixa e capital de giro, por exemplo, é fundamental que ao menos contrate alguém para administrar esta parte (vital) da empresa, ou se cerque de informações a ponto de não cometer nenhum deslize na gestão do próprio negócio.

 

Segundo a Revista Exame, muitos empreendedores não investem o tempo necessário para organizar as finanças da sua empresa e, para Luis Lobrigatti, consultor do Sebrae-SP, uma das vantagens de ter o controle financeiro em ordem é que o empresário pode analisar melhor a saúde da empresa.

 

Mas afinal, é difícil assumir as finanças da empresa? Como fazer isto para manter consigo as rédeas financeiras do próprio negócio? Vamos a 3 dicas de ouro bem simples e fáceis de serem aplicadas.

 

1 – Organize, planeje, execute

Não tem escapatória: para ter o total controle sobre as finanças da empresa é preciso mesmo se organizar, planejar o que deseja para a empresa e, finalmente, executar as ações pensadas.

 

Se você não cumprir com cada um destes três importantes fatores, certamente vai encontrar dificuldades para tomar as rédeas do seu próprio negócio.

 

Organize as metas da empresa a curto, médio e longo prazo; planeje os investimentos para cada ação, até que possa executá-las de fato. Está mais do que comprovado que é preciso estruturação de negócio e muito planejamento para que ele vá de vento em popa. Se você não se planejar com um bom capital de giro, por exemplo, corre o sério risco de deixar seu negócio à mercê da própria sorte. E, cá entre nós, foi-se o tempo em que apenas sorte bastava para o sucesso de qualquer empreitada.

 


 

2 – Atualize-se sempre, estude já!

Você pode aproveitar os diversos recursos existentes hoje para quem quer ao menos estar inteirado sobre finanças empresariais. Participe frequentemente de palestras e eventos específicos do seu nicho de atuação. Além de você estar por dentro das novidades da área e ampliar sua rede de contatos, ainda terá cada vez mais noção da realidade econômica da sua atividade, tendo maior domínio de causa para executar ações e tomar decisões.

 

Na internet, além de você encontrar revistas especializadas em finanças empresariais, também tem à disposição uma série de artigos e blogs gabaritados e direcionados, ótimos para servir de base para que você assuma as rédeas das finanças do próprio negócio o quanto antes!

 

3 – Conte com ajuda especializada

Das duas uma: ou você passa a contar com profissionais do ramo de finanças para confiar a eles os números da sua empresa, ou você passa a utilizar um bom gerenciador financeiro, que dará a você a real situação dos recursos do seu próprio negócio.

 

É preciso estar inteirado do que entra de recursos na sua empresa e do que sai dela, diariamente. Ter apenas ‘uma noção’ do financeiro do negócio definitivamente está longe de ser o ideal, quando o assunto é empreendedorismo. Arriscar já não é mais uma opção considerável. É preciso ter certeza em cada movimento realizado dentro da empresa e somente tendo o total conhecimento dos números do seu negócio isto será possível. Portanto: contrate já um bom profissional que vá dá conta do recado, ou faça você mesmo, utilizando um bom gerenciador financeiro para esta missão essencial à sua empresa.

 

E então, que tal começar hoje mesmo a tomar uma nova postura diante dos números do seu negócio? Com estas simples atitudes, você vai notar que tudo se transformará. Planeje cada passo, estude sempre e passe a gerir cada número da sua empresa. Aos poucos, você vai perceber que está não só tomando as rédeas do seu negócio, como ajudando a prosperar sempre mais a sua empresa através do seu novo modo de pensar.

 

E, já sabe, conte sempre conosco para o que precisar nesta missão. Boa sorte!

 

Outros artigos:

Fluxo de caixa e DRE, entenda a diferença

Fluxo de caixa: Tudo o que você precisa saber

O que é Centro de Custo e quais as vantagens de usá-lo em sua empresa

Materiais educativos 


Deixe seu comentário