Como reduzir os gastos empresariais através da gestão de custos?

Um gestor deve se preocupar com os gastos empresariais não...

Um gestor deve se preocupar com os gastos empresariais não somente em tempos de crise mas de forma constante.

Ao monitorar, mensurar e analisar esses custos, é possível vislumbrar soluções de redução ou corte de gastos, identificando possibilidades de uso estratégico dos ativos da empresa.

Neste artigo, trataremos das estratégias para reduzir os gastos empresariais e aplicar os recursos em áreas mais apropriadas.

 

Gerencie os estoques – Gestão de custos

Seria ideal produzir somente para venda imediata, sem necessidade de estoque, mas isso dista muito da realidade empresarial em geral. Não se pode prever quantidades exatas de saída dos produtos e é necessário considerar imprevistos que podem interferir nos negócios.

 

Um gestor deve ficar atento:

 

  • À sua demanda;
  • À sua capacidade produtiva;
  • Aos insumos utilizados.

 

Com esses fatores mapeados, é mais fácil identificar épocas de maior produção e controlar o nível dos estoques. Conforme a sazonalidade das vendas, em datas festivas ou especiais, o planejamento prévio permite produzir antecipadamente o suficiente para atender a todos sem dificuldades.

 

Da mesma forma, em épocas de poucas vendas, a produção deve refletir as necessidades.


 

Reduza de forma inteligente – Gestão de custos

Os cortes de gastos devem ser coerentes e bem pensados. Não adianta economizar em café e papel toalha e não atender a um nível básico de qualidade de vida de seus funcionários: Ela interfere diretamente na sua produtividade!

 

Antes, aja de forma inteligente:

 

  • Busque junto ao setor de compras informações sobre os impactos de cada centro de custo nas finanças da sua empresa;
  • Analise onde os gastos estão sendo desnecessários e gerando desperdício;
  • Conscientize sua equipe sobre a necessidade de economia em rotinas simples como apagar as luzes, imprimir somente o necessário etc. Programas como o 5S são extremamente eficazes nessa tarefa;
  • Busque investimentos que tragam um retorno maior que seu custo: Analise a possibilidade de instalar sensores de presença para controle das lâmpadas e temporizadores em torneiras.

 

Além de melhorar a organização e economia, essas ações ainda geram benefícios ao meio ambiente, uma ideia que sua equipe pode apoiar.

Você também pode comparar opções de softwares livres em substituição àqueles que exigem pagamento periódico ou compra de novas licenças.

 

Revise seus contratos – Gestão de custos

As empresas geralmente detêm contratos de diversas naturezas com fornecedores de produtos e serviços, como manutenção de instalações prediais e elevadores, serviços de limpeza e conservação, segurança, RH ou suporte de informática.

Procure ajustar estes contratos à realidade do seu negócio. Aqueles com franquia de uso devem ser revisados periodicamente, para que você identifique se paga mais do que realmente necessita e tente renegociá-los junto aos fornecedores.

Explique ao seu fornecedor sobre sua política de controle de custos e informe que está revisando todos os contratos e ajustando cada um deles às suas necessidades.

 

Revise seus processos produtivos – Gestão de custos

Toda área da sua empresa tem rotinas e processos. Quanto mais ajustados, menores serão as perdas geradas.

É mais estratégico estabelecer e gerir seus processos produtivos que comprometer a qualidade de seu produto final com economia em insumos e acabamento.

Junto a seus supervisores e chefes de produção, faça o desenho de cada processo, tanto aqueles relativos à linha de produção como administrativos. Os líderes conhecem a fundo suas áreas e são os mais indicados para sugerir mudanças e melhorias.

Estude a possibilidade de implementar premiações quando as metas de redução de gastos forem atingidas. Isso fará com que os próprios funcionários se preocupem com o desperdício. Sem eles, nada pode ser feito.

 

Contrate de maneira eficaz – Gestão de custos

Como são os processos seletivos na sua empresa? Saiba que sua missão, visão e valores e seu clima organizacional começam a ser favorecidos no momento da contratação, que deve ser coerente para todos os cargos.

Defina estratégias de seleção para cada nível hierárquico que prezem por valores importantes para a instituição. Busque profissionais com perfil semelhante ao encontrado em suas melhores equipes e que estejam alinhados com as áreas de atuação.

Internamente, você deve se preocupar em conhecer os anseios dos seus funcionários atuais sobre o colega ou superior a ser contratado, pois a dinâmica entre eles afetará diretamente os resultados do seu negócio.

Quanto ao candidato, suas próprias expectativas de carreira e futuro precisam corresponder ao que você tem para oferecer e ao que busca.

Analise a possibilidade de reconhecer talentos internos: Bons funcionários podem passar despercebidos e se desmotivarem com a falta de reconhecimento. Promoções internas valorizam seu time e tornam sua equipe mais comprometida.

Reduzir os gastos empresariais através da gestão de custos é algo muito efetivo, pois não depende da saída de nenhum concorrente e também não depende da redução do seu preço de venda: se refere muito mais à melhoria da qualidade interna.

Eventualmente, você talvez até diminua seu preço final tornando o produto mais competitivo, mantendo as margens de lucro, pois terá custos menores de produção.

Gostou do post de hoje? Quer saber mais sobre gestão empresarial? Então assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades!

 

 

Outros artigos:

Fluxo de caixa e DRE, entenda a diferença

Fluxo de caixa: Tudo o que você precisa saber

O que é Centro de Custo e quais as vantagens de usá-lo em sua empresa

Materiais educativos 


Deixe seu comentário