Confira 5 dicas para profissionalizar um negócio

Escrito por:

Tornar-se dono do próprio negócio não deve ser o objetivo final de um empreendedor. Depois que você abre a sua empresa é preciso pensar em como geri-la de modo a garantir resultados estruturados, que sejam voltados para o futuro, ou seja, profissionalizar um negócio. Esse tipo de preocupação favorece a continuidade no mercado, além de estimular seu crescimento em geral.

 

Para que isso seja possível, é fundamental garantir que o empreendimento tenha condições reais de competir com outras empresas maiores. Quer ter sucesso nesse processo? Então veja 5 dicas para profissionalizar um negócio.

 

Conheça os aspectos essenciais para profissionalizar um negócio

A profissionalização de uma empresa se apoia em três pilares principais: capital, estratégia e sucessão.

 

O capital diz respeito, por exemplo, ao capital de giro disponível para o negócio se manter de maneira saudável. É fundamental que ele seja calculado e disponibilizado corretamente, pois seu dimensionamento incorreto — seja para mais ou para menos — traz riscos à continuidade da empresa.

 

Também é necessário pensar na quantidade de recursos disponíveis para investimentos, assim como é necessário definir um plano de reinvestimento de capital dentro do próprio negócio.

 

Nesse sentido, surge a estratégia. Para profissionalizar o seu negócio é fundamental garantir que ele tenha uma estratégia bem definida, como objetivos claros, planos de ação e métricas de acompanhamento.

 

Não menos importante, a sucessão deve ser uma preocupação, especialmente, em empresas familiares. É fundamental pensar mais a frente de maneira estratégica e definir desde já como acontecerá à sucessão no negócio, evitando problemas em um futuro próximo.

 

Implemente melhorias no processo de gestão

Com os alicerces da profissionalização construídos é necessário passar para o processo de gestão como um todo. Nesse sentido, é essencial pensar em melhorias desse gerenciamento, para que o negócio seja cada vez mais profissionalizado.

 

Uma gestão financeira, por exemplo, deve ser feita de preferência de maneira automática. O uso de uma plataforma on-line ajuda nesse sentido, já que elimina as planilhas manuais. Ao mesmo tempo, essa solução garante mobilidade de acesso e acelera o processo de tomada de decisão como um todo.

 

Ainda sobre a gestão financeira é necessário separar as despesas pessoais e profissionais de modo a garantir um acompanhamento adequado dos resultados em geral. Quanto mais robusto for esse gerenciamento, melhor para a profissionalização do negócio.

 

Também é importante considerar outras vertentes da gestão. Pensar na gestão de qualidade como um fator para o sucesso, por exemplo, ajuda o negócio a oferecer soluções mais relevantes para o seu público.

 

Por sua vez, a realização de auditorias, garante que a gestão seja feita de maneira adequada e sempre de acordo com a estratégia definida.

 

Padronize processos

A gestão de processos merece destaque especial. Ela é a grande preocupação das pequenas empresas, que se focam muito no processo e deve continuar a fazer parte de uma empresa mais profissional.

 

Nesse sentido, uma atitude relevante inclui padronizar os processos. Para isso, mapeie as atividades realizadas pela empresa, identifique quais etapas são críticas e quais são dispensáveis, padronizando tudo aquilo que for importante.

 

O maior cuidado deve ser o de escolher corretamente o que padronizar. As etapas críticas para o sucesso devem receber mais atenção. No entanto, padronizar as menos importantes só vai gerar mais burocracia.

 

Ao final, se essa padronização for feita corretamente ela gera uma característica importante: a escalabilidade, que permite ao negócio repetir os seus resultados, sem necessariamente aumentar os custos na mesma medida. Como resultado, a empresa se torna ainda mais profissional.

 

Alinhe departamentos importantes

Em um negócio profissional, nenhum departamento deve funcionar de maneira avulsa e sem estar devidamente alinhado com os propósitos da empresa. Todos os setores devem ter claramente definidos seus objetivos e sua contribuição para que o sucesso esperado seja atingido.

 

Além disso, é importante considerar o alinhamento de departamentos importantes. Nesse sentido, a equiparação mais relevante acontece entre o setor jurídico e o financeiro. Ao garantir que haja uma atuação unificada, a empresa aumenta as chances de se manter regularizada perante a Receita Federal, por exemplo.

 

Mais do que isso, esse alinhamento também favorece a realização de um planejamento tributário, responsável por diminuir legalmente a carga tributária incidente na empresa.

 

Outros alinhamentos também são importantes, como garantir que os setores de vendas e de marketing tenham uma atuação integrada, permitindo a maior conversão de clientes a um custo menor.

 

O setor de vendas alinhado à gestão de estoque e compras, por sua vez, garante um abastecimento adequado para o negócio, otimizando o uso de recursos como um todo.

 

No geral, para que esse alinhamento dê certo é necessário definir muito bem as funções de cada setor e estabelecer metas para cada um. Depois disso, você deve estabelecer quais são os objetivos com esse alinhamento. Se for necessário, crie um acordo de nível de serviço, o que permite um melhor acompanhamento dos resultados.

 

Favoreça a comunicação interna

Para que esse alinhamento seja possível, um fator deve ser levado em conta: a necessidade de comunicação interna. Normalmente, negócios pouco profissionalizados têm setores compartimentados e que não conversam entre si, já que não há uma estrutura correta que favoreça essa comunicação.

 

Por isso, se a intenção é profissionalizar um negócio é especialmente importante oferecer ferramentas que ajudem na comunicação interna. Democratizar o acesso à informação, criar um canal de comunicação e permitir que a troca de informações aconteça em múltiplas vias são fundamentais para que o negócio seja bem-sucedido no processo de profissionalização.

 

Essa comunicação, inclusive, não deve se restringir aos setores como um todo, mas também se estender para a equipe e seus gestores. Isso oferece uma gestão melhorada do capital humano e, com isso, um alcance melhor de resultados.

 

Profissionalizar um negócio exige, primeiramente, que você entenda a importância de capital, estratégia e sucessão para esse processo. Além disso, é fundamental considerar fatores como a melhoria na gestão, a padronização de processos, o alinhamento de setores e o desenvolvimento de uma boa comunicação interna.

 

E então, este artigo sobre profissionalizar um negócio foi útil para você? Então compartilhe-o nas redes sociais e debata com outras pessoas sobre o tema!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Benefícios do Boleto Bancário para MEI e pequenas empresas
Por Controlle
Emita seus Boletos de cobrança com o Controlle
Por Controlle
O que é Centro de Custo e quais as vantagens de usá-lo em sua empresa
Por Controlle
Como calcular o lucro da sua micro ou pequena empresa
Por Controlle
Controlle
Controlar as finanças da sua pequena empresa
ou startup, não precisa ser chato.

Conheça o Controlle, um gerenciador financeiro perfeito pra quem não gosta de perder tempo.

Faça como mais de 20 mil pessoas e receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter a gestão da sua empresa em ordem.