Conheça as vantagens e desvantagens de abrir uma franquia!

Muitos empreendedores têm o desejo de abrir uma franquia, mas...

Muitos empreendedores têm o desejo de abrir uma franquia, mas ficam na dúvida se esse é realmente o melhor modelo de negócio para se investir. A verdade é que, assim como abrir uma empresa própria, optar por uma franquia tem suas vantagens e desvantagens. Se, por um lado, entrar no mercado sob a chancela de uma franqueadora ajuda no quesito credibilidade, apoio no início das operações e auxílio no planejamento, por outro, investir em uma franquia pode limitar o potencial de inovação, não dar tanta liberdade na escolha do ponto e não ter muita flexibilidade para tocar o negócio.

Está considerando investir em uma franquia? Conheça agora algumas vantagens e desvantagens antes de tomar sua decisão:

Ponto a favor: força da marca franqueadora

Iniciar o próprio negócio tendo por trás a credibilidade de uma marca já conhecida no mercado certamente traz mais segurança, principalmente no caso de um empreendedor iniciante. Como a franqueadora já tem uma marca consolidada, provavelmente conta com um cadastro extenso e estruturado de fornecedores, possibilitando que os franqueados consigam ter condições especiais em seus pedidos, como, por exemplo, prazos mais longos para pagamento, descontos por quantidade etc.

O fato de já começar uma empresa com um produto ou serviço já testado no mercado é outro ponto a favor de optar por uma franquia. Como a empresa franqueadora já fez pesquisa de mercado e realizou testes, o risco de rejeição diminui bastante, o que é uma vantagem competitiva relevante.


Ponto a favor: apoio do franqueador

Ter suporte pode fazer toda a diferença no início de um negócio. Ao investir em uma franquia, além de contar com a força de uma grande marca, o empreendedor conta ainda com o apoio da franqueadora. Manual de franquia, auxílio na escolha do ponto comercial e treinamento para o empresário e seus empregados são alguns dos benefícios de ingressar em uma rede de franquia.

Por ser um sistema padronizado, o franqueado também tem a garantia de que todos os aspectos relativos à sua unidade — dos produtos oferecidos ao mobiliário, passando pelo logotipo — foram previamente testados e melhorados após testes sucessivos. Como o grande objetivo do franqueador é zelar pela sua marca, o franqueado tem a garantia de que não ficará desamparado na operação do seu negócio.

Ponto a favor: auxílio no planejamento

Muitos negócios fracassam logo no início da operação por um simples motivo: pura falta de planejamento. Ao investir em uma franquia, o empreendedor diminui as chances de ter problemas nesse sentido, já que a empresa franqueadora ajuda, entre outros pontos, a planejar custos com a construção e instalação da nova unidade, além de prever os valores necessários para a franquia operar, como investimento inicial, capital de giro etc. A franqueadora também costuma informar o tempo médio de retorno do investimento, então o franqueado, antes mesmo de decidir investir no negócio, já pode planejar de antemão quanto deverá economizar até sua franquia começar a dar lucro.

Ponto contra: potencial de inovação é limitado

Por se tratar de um sistema baseado na padronização, o modelo de franquias pode, muitas vezes, limitar o seu potencial de inovação do empreendedor. Como todas as unidades da marca devem oferecer, em geral, os mesmos produtos e serviços, além de contar com a mesma estrutura visual, mesmo que o empresário tenha ideias incríveis para incrementar o negócio elas têm que ser, antes de qualquer coisa, submetidas à empresa franqueadora. Quem gosta de sempre inovar tanto em mix de produtos quanto em serviços, pode se sentir tolhido pelos processos necessários no sistema de franquia.

Ponto contra: falta de liberada na escolha da localização

O franqueado, em geral, pode dar sugestões na escolha do local em que sua unidade será instalada. No entanto, a palavra final em relação ao assunto é sempre do franqueador. Por isso, há o risco de, mesmo o franqueado tendo um imóvel adequado para instalar sua franquia, o estudo realizado pela empresa franqueadora mostrar que o local não é o mais adequado para abrigar o negócio.

Ponto contra: falta de flexibilidade

Verdade seja dita: ao ingressar em um sistema de franquias há o risco de encontrar pela frente uma franqueadora ruim de jogo. Resultado: a flexibilidade será restrita e adaptar-se às regras e processos propostos pela empresa-mãe será preciso. Mesmo que a relação entre franqueadora e franqueado seja tranquila, é preciso ter em mente que os controles sobre as operações das unidades franqueadas sempre serão permanentes e constantes. É provável que a franqueadora, eventualmente, realize auditorias para identificar falhas na operação e controle de perto a parte contábil e financeira da franquia, o que pode restringir bastante a flexibilidade do empreendedor no dia a dia.

Assim como no caso de um negócio próprio, o sistema de franquias apresenta vantagens e desvantagens. Para escolher se essa é a melhor opção para você, reflita sobre sua personalidade e a forma como você gostaria de operar sua empresa para fazer a melhor escolha.

Já pensou em abrir uma franquia? Tem alguma experiência com esse modelo de negócios? Compartilhe conosco!


Deixe seu comentário