Dicionário financeiro: 20 termos que todo o empreendedor precisa entender

Escrito por:

O controle das finanças de uma empresa é uma tarefa necessária, seja para pequenos, médios ou grandes negócios. Muitos gestores, no entanto, ainda têm dúvidas quanto a alguns termos financeiros que aparecem no dia a dia do ambiente empresarial.

 

Por isso, no post de hoje, vamos abordar os 20 principais termos financeiros que todo administrador precisa conhecer para gerenciar as finanças da sua empresa com excelência. Confira!

 

Dicionário financeiro: os 20 termos que todo empreendedor deve conhecer

 

Você sabe o que é um DRE? Ou para quê serve um fluxo de caixa projetado? Acompanhe abaixo a listagem dos principais termos no âmbito das finanças empresariais que não podem ficar de fora do seu vocabulário na hora de gerenciar sua empresa e tire principais suas dúvidas sobre alguns deles:

 

Lançamentos contábeis

 

Os lançamentos contábeis são todos os registros que afetam ou possam vir a afetar o patrimônio da empresa.

 

Cada um dos fatos contábeis inerentes ao negócio – seja crédito ou débito – devem ser lançados com as devidas documentações, nas quais precisam constar a data de lançamento, o valor e o histórico da entrada ou saída do dinheiro.

 

Despesas

 

As despesas são todos os gastos que a empresa possui para se manter em funcionamento. São todos os gastos relativos à administração do negócio, como os salários, comissões, gastos com publicidade e marketing, material de escritório, entre outros.

 

Estas despesas podem ser fixas ou variáveis e podem ou não contribuir diretamente para a geração de novos negócios.

 

Receitas

 

As receitas são os valores gerados pela venda de produtos ou serviços comercializados pela empresa, e também por outras fontes de receita. Desta forma, os valores que entram no caixa da companhia são classificados como receitas.

 

Fluxo de Caixa

 

O fluxo de caixa é um mecanismo de controle de todas as entradas e saídas de dinheiro do caixa da empresa. Controlar o fluxo de caixa é tarefa necessária para qualquer negócio que deseja manter-se saudável financeiramente.

 

Fluxo de Caixa Projetado

 

O fluxo de caixa projetado é mais uma ferramenta à disposição dos gestores das empresas. É através dele que o administrador consegue identificar situações de risco ou falhas que podem, eventualmente, comprometer a saúde financeira do negócio.

 

É por meio do fluxo de caixa projetado que o gestor consegue se antecipar e tomar todas as medidas necessárias para evitar problemas posteriores, além de manter um controle e conhecimento mais sólido e profundo dos lucros, despesas e receitas da empresa.

 

Contas a pagar

 

As contas a pagar são todas as despesas que a empresa tem para quitar. Entre as principais contas a pagar de um negócio estão os pagamentos dos fornecedores, salário dos funcionários e comissões, por exemplo.

 

Contas a receber

 

As contas a receber são todos os recebimentos ainda não pagos pelos devedores. Em geral, as contas a receber de uma empresa vêm dos serviços e produtos comercializados, ou seja, são provenientes dos clientes.

 

Nota Fiscal Eletrônica

 

A nota fiscal eletrônica é um documento criado em 2008, que padroniza os documentos fiscais do país. Por meio da nota fiscal eletrônica a empresa emite notas fiscais de seus serviços ou produtos comercializados, e consegue organizar seus resultados em determinados períodos – além de ficar em dia com o Fisco e recolher impostos.

 

A emissão de notas fiscais eletrônicas é obrigatória para todas as empresas do Brasil, exceto para MEI (Microempreendedor Individual) em determinadas situações – como no caso de venda de um serviço ou mercadoria para pessoa física.

 

Capital de giro

 

Capital de giro são os recursos disponíveis no caixa da empresa cujo objetivo é manter o negócio em tempos difíceis – como, por exemplo, quando não há entrada de dinheiro suficiente para cobrir as despesas a empresa.

 

Capital social

 

Capital social é a quantia necessária para abrir uma empresa ou o montante de dinheiro investido para criar o negócio. O valor do capital social pode variar de acordo com o negócio ou com o tipo de empresa a ser aberta.

 

DRE

 

A Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) é um documento contábil de demonstração obrigatória, cujo objetivo é detalhar as operações realizadas na empresa em um determinado período de tempo. A DRE permite ao gestor da companhia identificar se o negócio teve lucro ou prejuízo naquele determinado período analisado.

 

Controle de estoque

 

O controle de estoque nada mais é que o monitoramento da quantidade de produtos que estão estocados, aguardando para serem adquiridos pelos clientes.

 

Uma boa gestão de estoque é importante para qualquer empresa, já que é por meio deste controle que a empresa consegue identificar quando precisa reabastecer determinado produto,  além de realizar o acompanhamento dos produtos em si – como a data de validade dos mesmos, por exemplo.

 

Faturamento

 

É a soma de todos os valores recebidos pela empresa com vendas de serviços ou produtos em um determinado período. Por exemplo, a soma dos valores recebidos em um mês resulta no faturamento mensal, assim como a soma das quantias recebidas em um ano representa o faturamento anual de um negócio.

 

Contabilidade

 

Contabilidade é o estudo e organização de variações qualitativas e quantitativas ocorridas no patrimônio das empresas em um determinado período de tempo. É por meio da contabilidade que são fornecidas informações úteis para a tomada de decisões de qualquer negócio.

 

Por isso, toda empresa deve manter sua contabilidade em dia, seja ela de pequeno, médio ou grande porte.

 

Gerenciador financeiro

 

É uma ferramenta que auxilia no controle financeiro a da empresa. Por meio do gerenciador financeiro é possível monitorar as finanças do negócio, lançar recebimentos, despesas e organizar, de maneira prática e eficiente, o fluxo de dinheiro da empresa.

 

O Controlle, por exemplo, é um gerenciador financeiro que permite não só controlar o fluxo de caixa, mas também organizar clientes, fornecedores, relatórios e notas fiscais em poucos cliques, a qualquer hora.

 

Margem de lucro

 

A margem de lucro é a porcentagem calculada sobre o valor de um produto ou serviço após descontar todas as despesas para produzi-lo ou executá-lo. Nada mais é que a porcentagem que a empresa irá, de fato, lucrar com a venda de determinado item ou serviço ao consumidor.

 

Pró-labore

 

O pró-labore é a remuneração fixa paga aos sócios da empresa, que faz o papel de um salário pelas horas trabalhadas na administração do negócio.

 

Sendo assim, o empresário pode, além de retirar o lucro da empresa mensalmente – ou a cada período pré-determinado, receber uma remuneração mensal por meio do pró-labore.

 

Registro de marca

 

Para entender o que é registro de marca, é importante compreender o significado de marca.

 

A marca é o símbolo – ou um conjunto de emblemas – que serve para identificar e individualizar os produtos e serviços oferecidos por uma empresa, protegendo o negócio e permitindo ao cliente distinguir a companhia das demais empresas atuantes no mercado – também conhecidos como concorrentes.

 

Por isso, o registro de marca é tão importante, já que é este registro que confere à empresa propriedade sobre sua própria marca por um período de 10 anos, que pode ser prorrogado. O registro de marca deve ser feito no INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial.

 

Metas financeiras

 

Metas financeiras são os objetivos traçados pelo gestor do negócio para serem atingidos em um determinado período de tempo. Faz parte de uma boa gestão e planejamento financeiro estabelecer metas palpáveis que, geralmente, estão alinhadas com as projeções de crescimento do negócio.

 

Empréstimo

 

O empréstimo empresarial ocorre quando a empresa toma dinheiro emprestado – em uma instituição financeira, por exemplo, para uma determinada finalidade. É possível tomar empréstimo para conseguir capital de giro, para custear investimentos ou até mesmo para pagamento de contas, no caso de empresas que estejam com pouco dinheiro em caixa.

 

O pagamento do empréstimo deve ser feito de acordo com as regras do empréstimo tomado, podendo ser parcelado ou à vista, acrescido dos juros do período.

 

Agora que você já conhece 20 dos principais termos financeiros pertinentes a qualquer negócio, que tal conhecer 9 dicas para reduzir a burocracia na sua empresa?

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

O que é Centro de Custo e quais as vantagens de usá-lo em sua empresa
Por Controlle
Como calcular o lucro da sua micro ou pequena empresa
Por Controlle
Orçamento empresarial: a diferença entre despesa, gasto e custo
Por Controlle
Follow-up de vendas: o que é e como fazer na sua empresa
Por Controlle
Controlle
Controlar as finanças da sua pequena empresa
ou startup, não precisa ser chato.

Conheça o Controlle, um gerenciador financeiro perfeito pra quem não gosta de perder tempo.

Faça como mais de 20 mil pessoas e receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter a gestão da sua empresa em ordem.