Expansão empresarial: entenda como fazer a sua empresa crescer

Escrito por:

Depois de conseguir estruturar um negócio de maneira sadia e sustentável, o próximo desafio é fazer esse empreendimento crescer, algo que também não é tão fácil.

 

Para ajudar nesse momento de expansão empresarial, separamos algumas possíveis maneiras de fazer seu negócio tomar mais espaço no mercado. Confira!

 

1. Abrir uma filial

 

Normalmente, uma das primeiras maneiras de fazer um negócio crescer a ser considerada é ampliar diretamente a sua estrutura. Passar para um local maior ou investir na ampliação de um imóvel é uma decisão importante e deve ser pensada com cautela.

 

Normalmente, o planejamento para o crescimento físico e a contratação de mais funcionários é feita de maneira pensada, mas poucos são os gestores que consideram uma possível necessidade de redução da estrutura se o cenário mudar.

 

Se você investir na ampliação de um imóvel próprio, em caso de uma situação de mercado desfavorável no futuro, talvez tenha mais dificuldades de readequar seus custos fixos novamente. Além disso, seu poder de penetração no mercado não será tão grande quanto a abertura de uma filial.

 

Considerar a abertura de uma filial é uma boa ideia para negócios em que ter pontos de atendimento espalhados pela cidade é algo importante. Assim, você cobre uma região maior e consegue alcançar clientes que antes estavam longe.

 

Em caso de turbulência no futuro, vai ver também que fechar uma filial costuma ser mais fácil do que ter que reduzir uma expansão que tenha feito na sua matriz.

 

2. Novas parcerias e sociedades

 

Trazer mais gente para o seu negócio é uma opção para fazê-lo crescer. Contudo, é muito importante que você tome alguns cuidados.

 

Se você for buscar um novo sócio para a sua empresa, converse bastante e descubra se vocês têm os mesmos valores e crenças quando o assunto é empreender. Veja se essa pessoa possui um histórico favorável para tomar decisões mais seguras.

 

No momento em que estiver acertando mesmo a entrada de mais um sócio no seu barco, tenha o cuidado de formalizar bem as condições de cada um, responsabilidades, participações societárias e todos os detalhes relacionados.

 

Uma opção que você pode considerar e que servirá como um bom teste, caso não queira assumir logo um compromisso mais arriscado, é avaliar se há a possibilidade de vocês montarem uma SPE (Sociedade de Propósito Específico). Esse tipo de modalidade de negócio, como o próprio nome diz, tem como objetivo a criação de uma empresa voltada para atender um objetivo pontual e se dissolve ao final.

 

3. Diversificação de produtos e serviços

 

Uma maneira mais conservadora e bastante prática de promover a sua expansão empresarial é aumentar o seu portfólio de produtos e serviços. Além do que sua empresa já vem oferecendo como soluções para os clientes, faça uma lista de outros itens que poderia acrescentar ao seu cardápio.

 

Veja o que seu negócio pode fazer a mais sem ter que investir em grandes projetos inicialmente. Em uma agência de publicidade, por exemplo, considere ofertar um serviço de assessoria de imprensa, além do planejamento, criação e acompanhamento de campanhas.

 

Outra ideia é ver o que o seu cliente anda contratando fora quanto a serviços correlatos ao seu trabalho. Será que tem alguma coisa que você não possa oferecer como um produto agregado ao que já tem no contrato?

 

Esse tipo de expansão empresarial é bem natural, e normalmente exige menos esforços financeiros em troca de resultados rápidos, ainda que estes posam ser inicialmente menores. É uma ideia a se que considerar, talvez até mesmo antes de qualquer outra.

 

4. Licitações governamentais

 

Muitas empresas atendem tanto clientes particulares como governos, e esse é um caminho que também você pode seguir.

 

Para pegar serviços junto ao Estado, é importante que você tenha toda a sua situação cadastral e de funcionamento regularizada. Confira se seus certificados, alvará e todos os outros documentos legais do negócio estão em perfeita ordem.

 

Veja também se possui dívidas com algum ente governamental. É muito comum que os editais não permitam a participação de empresas que estejam em débito com o poder público.

 

Depois de feitas essas verificações, avalie se no seu mercado é vantajoso trabalhar por meio de licitações. Converse com outros empreendedores que já tiveram essa experiência e levante pontos positivos e negativos.

 

Pondere vantagens e desvantagens ao trabalhar para o governo. Descubra quais são elas no seu caso, e quem sabe seu negócio não acabe assumindo algumas licitações?

 

5. Fusão ou compra de outro negócio

 

Se você tiver algum caixa na sua empresa e interesse em comprar ou se fundir a uma outra organização, estude bem o caso.

 

Ao participar de uma fusão, é importante que você se lembre de que terá que dividir sua função de gestor com a outra parte. Por outro lado, se estiver pensando em comprar outra empresa, atente-se para o fato de que toda a responsabilidade pelas atividades dela, sejam presentes, passadas ou futuras, será sua. Normalmente, esse tipo de operações gera um crescimento imediato bastante significativo e crucial para todos os envolvidos.

 

Confira os números desse novo negócio, faça uma boa avaliação de mercado, tenha contratos claros e bem elaborados e faça tudo com calma. Um processo de fusão ou compra de outro negócio é um fato marcante na vida de qualquer empresário.

 

Se estiver avaliando a compra de um concorrente, tome o cuidado de verificar como anda a satisfação dos clientes dele e a sua estrutura gerencial. Como o mercado de atuação é o mesmo, você terá boas chances de conseguir fazer uma avaliação mais precisa da empresa.

 

Em qualquer um dos casos, se estiver inclinado a fechar negócio, mas ainda não se sentir seguro quanto à decisão e as melhores formas de tocar o processo, busque ajuda profissional.

 

Existem bons escritórios de consultoria especializados nesse tipo de negociação, que poderão te ajudar a passar por essa fase concretização da operação e estabilização da nova estrutura.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Investir na sua empresa: isso garantirá o seu futuro?
Por Controlle
Como captar mais investimentos para a sua empresa?
Por Controlle
5 passos para levar grandes investidores até o seu negócio!
Por Controlle
Aumente os lucros da empresa com pouco investimento em 5 passos
Por Controlle
Controlle
Controlar as finanças da sua pequena empresa
ou startup, não precisa ser chato.

Conheça o Controlle, um gerenciador financeiro perfeito pra quem não gosta de perder tempo.

Faça como mais de 20 mil pessoas e receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter a gestão da sua empresa em ordem.