Indicadores de negócio: os tipos de indicadores fundamentais para a sua empresa

Escrito por:

Gerenciar um negócio não é uma tarefa simples. Por menor que ele seja, são muitos os detalhes que precisam ser sempre monitorados para que a empresa cresça de maneira sólida.

Entre as principais ferramentas para que cada setor seja acompanhado de maneira satisfatória pelo empreendedor estão, sem dúvidas, os indicadores de negócio. Sem eles, o gestor corre sérios riscos de não identificar a performance correta da empresa – encontrando os problemas apenas quando for tarde demais para solucioná-los.

Se você não quer passar por esta situação e deseja estar sempre no controle do seu negócio – seja ele um MEI, PME ou grande empresa, este artigo é para você. Continue a leitura e conheça alguns dos indicadores de negócios fundamentais para acompanhar sua empresa de perto.

Boa leitura!

 

A importância dos indicadores para MEIs e PMEs

 

Os indicadores de negócio são fundamentais para qualquer empresa. Seja um MEI, um micro ou pequeno empresário ou dono de uma grande empresa, sem estes indicadores de desempenho, o empreendedor corre sérios riscos de não compreender de maneira mais ampla o seu próprio empreendimento – aumentando as chances de problemas futuros e até mesmo falência da empresa.

Em geral, os indicadores de um negócio permitem ao gestor conhecer o nível de produtividade, de qualidade, de capacidade e de estratégia do negócio. Você pode, por exemplo, conhecer o nível de produtividade da sua equipe, a satisfação dos clientes, a capacidade de processo dos seus colaboradores, entre outras situações.

Além disso, muitos destes indicadores também ajudam o empreendedor a identificar uma evolução (ou não) do negócio ao longo do tempo, a partir de análises de resultados e cumprimento de metas.

A partir do conhecimento e aplicação dos indicadores de maneira frequente no seu negócio, você conseguirá enxergar, com maior facilidade, eventuais problemas relacionados a pessoas e processos. E, diante desta identificação, conseguirá corrigir quaisquer problemas e colocar sua empresa de volta ao caminho do sucesso.

 

Os principais indicadores de negócio que você precisa conhecer

 

Confira a seguir alguns dos indicadores de negócio que todo empreendedor deve conhecer para solidificar seu empreendimento e ter sucesso nesta jornada:

 

Ticket médio

 

O ticket médio é um dos indicadores de negócios mais importantes de qualquer empresa, já que permite ao empreendedor compreender a dinâmica de vendas do negócio. Este indicador de desempenho pode ser acompanhado a partir das vendas, de cada cliente ou a partir de cada vendedor da sua equipe.

 

O ticket médio deve ser calculado a partir do faturamento da empresa em um determinado período dividido pelo número de meses que está sendo mensurado. O resultado desta divisão deve ser dividido pelo número de clientes, resultando pelo ticket médio mensal do negócio.

Ao identificar este número você conseguirá ter uma visão mais ampla da performance do setor de vendas e investigar eventuais problemas que podem estar impactando negativamente no resultado final do negócio.

 

Faturamento bruto

O faturamento bruto nada mais é que os ganhos obtidos por um negócio em um determinado período de tempo. É este indicador que permitirá ao empreendedor identificar a capacidade de venda da sua equipe e analisar a evolução do resultado da empresa ao longo do tempo.

Para obter este indicador, basta identificar o preço unitário de cada produto ou serviço comercializado e multiplicar pelo volume de vendas. Isso significa que, ao aumentar o volume de vendas ou manter o volume e elevar os preços de cada produto ou serviço comercializado, você deverá acompanhar um incremento no faturamento bruto da empresa.

É importante ressaltar, contudo, que estas mudanças devem ser estudadas antes de serem realizadas. Afinal, elas sempre gerarão algum impacto, seja no cliente ou na empresa – que deve ser previsto e analisado com antecedência.

 

Índice de turnover

 

O índice de turnover é um dos indicadores que você precisa avaliar na sua MEI ou PME. Afinal, é ele que ajuda a avaliar o grau de rotatividade dos funcionários e auxilia na compreensão de questões internas da empresa.

Com ele, você consegue identificar eventuais problemas relacionados à liderança, clima organizacional e até mesmo a questões que vão desde salários até subvalorização de colaboradores.

Para calcular este índice basta conhecer o tempo médio de permanência de cada funcionário da empresa. Some o número de demissões e o número de admissões de um período e divida por dois. O resultado deve ser dividido pelo total de funcionários.

Tenha sempre em mente que um alto grau de turnover pode impactar diretamente no atendimento prestado ao cliente. E pode, consequentemente, atrapalhar o seu negócio.

 

Ponto de equilíbrio operacional

 

O ponto de equilíbrio operacional visa medir o quanto do faturamento bruto do negócio será preciso para cobrir todos os custos da empresa. Ao alcançar o ponto de equilíbrio de sua operação, o negócio deixa de gerar prejuízos.

O número equivalente ao ponto de equilíbrio operacional é aquele no qual o faturamento bruto está alinhado ao custo total do negócio.

Por exemplo, se os custos totais (fixos e variáveis) de uma empresa forem de R$ 10 mil por mês, o faturamento precisará ser de R$ 10 mil mensal para cobrir as despesas – e, consequentemente, permitir o ponto de equilíbrio operacional. A partir deste ponto, a empresa começará a gerar lucro.

 

Retorno sobre o Investimento (ROI)

 

O Retorno sobre Investimento (ROI) é um dos mais importantes indicadores de negócios de qualquer empresa. Afinal, é ele quem mede o rendimento obtido pela empresa em relação ao montante investido no negócio.

O ROI, inclusive, pode ser utilizado em diversas situações. Você pode, por exemplo, utilizar o ROI para calcular o retorno sobre um anúncio pago na internet, sobre um investimento realizado em relação a um determinado treinamento da equipe, à compra de novas ferramentas para um setor da empresa, entre tantas outras situações.

É a partir do cálculo do ROI, portanto, que você consegue mensurar, de maneira quantitativa, quais investimentos valeram e valem a pena e quais não apresentaram o retorno esperado.

Para calcular o ROI basta subtrair o custo da receita obtida e dividir o resultado pelo custo novamente. Por exemplo, se você obteve uma receita de R$ 10 mil a partir de um investimento de R$ 1 mil, você fará: R$ 10 mil – R$ 1 mil / R$ 1 mil. O resultado do ROI será 9, o que significa que você obteve um retorno de 9 vezes o investimento inicial realizado.

 

Conclusão

 

Conhecer os indicadores de negócio e aplicá-los na prática é fundamental para qualquer empreendedor que deseja acompanhar a performance do seu negócio e criar uma base sólida para o crescimento da empresa.

Portanto, se você ainda não tem o hábito de acompanhar estes indicadores de negócio no seu dia a dia, pode valer a pena reconsiderar seu posicionamento diante deles. Mantenha-se sempre inteirado do seu negócio como um todo, compare resultados e esteja sempre preparado para corrigir eventuais erros.

Desta forma, ficará muito mais fácil manter sua empresa nos trilhos e crescer de maneira sustentável e muito mais eficiente ao longo do tempo!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

DRE: entenda como fazer e porque ele é essencial para a sua empresa
Por Controlle
A importância da inovação na empresa: 5 dicas para pensar fora da caixa
Por Controlle
Como os softwares de gestão empresarial aumentam a produtividade da indústria
Por Marketing para Indústria
Networking: criando conexões para alavancar novos negócios
Por Controlle
Controlle
Controlar as finanças da sua pequena empresa
ou startup, não precisa ser chato.

Conheça o Controlle, um gerenciador financeiro perfeito pra quem não gosta de perder tempo.

Faça como mais de 20 mil pessoas e receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter a gestão da sua empresa em ordem.