O que é planejamento orçamentário empresarial e como fazer?

Para manter o negócio funcionando de forma saudável e viabilizar o seu crescimento sustentável, é essencial priorizar a boa gestão financeira. Por isso, vale a pena montar um planejamento orçamentário empresarial adequado para a realidade da organização.

É a partir dele que você visualiza a situação da empresa quanto aos recursos disponíveis, podendo usá-los de maneira mais estratégica. Dessa forma, é oportuno saber como estruturá-lo de maneira eficaz para conseguir usufruir dos benefícios.

Siga a leitura deste artigo para entender mais sobre o planejamento orçamentário empresarial e como montá-lo para seu negócio!

O que é o planejamento orçamentário empresarial?

A gestão financeira da organização é uma parte indissociável da sua administração. Afinal, entender qual a situação da saúde financeira da empresa é fundamental para encontrar vias de crescimento.

Então, o conceito de planejamento orçamentário se refere à ferramenta de gestão focada em projetar entradas e saídas de recursos da empresa. Logo, o objetivo é conduzir um prognóstico sobre como será a situação financeira da empresa no futuro.

Para isso, o planejamento orçamentário considera elementos como custos, despesas, receitas e investimentos do seu negócio. A avaliação dos itens permite à gestão visualizar quais são os recursos da empresa no momento e como eles são utilizados.

Nesse sentido, apesar de ser um exercício de previsão, o planejamento orçamentário considera dados reais e concretos. Inclusive, é bastante usual utilizar informações de períodos anteriores para realizar as projeções.

Como funciona esse tipo de planejamento?

Como você viu, o planejamento orçamentário empresarial é composto por quatro elementos, referentes a entradas e saídas financeiras. Cada um deles assume um papel relevante na gestão financeira do negócio e gera informações importantes para a tomada de decisão.

Os custos são as saídas de capital referentes à atividade-fim da empresa — como os gastos para fabricar produtos e oferecer serviços. As despesas, por sua vez, são os gastos vinculados à manutenção da operação, como o aluguel do espaço.

Já em relação às entradas de recurso, há as receitas. Elas são o capital proveniente das suas atividades, como a venda dos seus produtos. Por último, os investimentos representam as movimentações com objetivo de ampliar patrimônio e gerar mais recursos.

Em conjunto, eles oferecem insights relevantes sobre a situação financeira do negócio. Dessa maneira, será possível projetar os valores para planejar o orçamento da empresa no futuro.

Quais são os tipos de planejamento orçamentário?

Chegando aqui, você já entendeu o que é e como funciona o planejamento orçamentário empresarial. No entanto, há diversas formas de aplicar o conceito no seu negócio.

Confira as alternativas!

Estático

O planejamento orçamentário estático é uma versão mais rígida. Isso acontece porque ele não considera alterações durante o seu período de vigência e a ideia é cumpri-lo à risca, dentro do intervalo estabelecido.

Variável

Em contraste com o planejamento estático, existe o modelo variável. Como o nome sugere, ele é mais flexível e acompanha o momento financeiro da empresa. Contudo, com ele é fundamental que haja um acompanhamento mais próximo das finanças.

Contínuo

O planejamento orçamentário contínuo é aquele cuja revisão deve ocorrer com regularidade. Por exemplo, se a empresa definir que fará orçamentos semestrais, o planejamento deverá ser analisado sempre que houver a análise dos dados financeiros.

Base-zero

O planejamento base-zero é o tipo de projeção feita sem que haja a consideração de dados e informações financeiras antigas. Ele é montado do zero e demanda bastante atenção para a definição de projeções realistas.

Matricial

Outro tipo de planejamento orçamentário usual é o matricial. Ele também recebe o nome de colaborativo, por contar com a participação dos líderes de cada setor da empresa para prever a distribuição dos recursos. As informações serão avaliadas em conjunto no futuro.

Como elaborar um planejamento orçamentário na minha empresa?

Agora que você compreendeu quais são os tipos de planejamento orçamentário empresarial, é preciso saber como contar com ele na sua empresa. A seguir, entenda quais são os passos a considerar!

Faça um diagnóstico financeiro

O início da montagem do planejamento orçamentário empresarial se dá com o diagnóstico financeiro da empresa. O objetivo é ter uma visão clara e realista das finanças corporativas, dos recursos do negócio e como eles são usados atualmente.

Então é pertinente fazer o levantamento de todas as informações que compõem o planejamento orçamentário — custos, despesas, receitas e investimentos. Os dados permitirão identificar a saúde financeira do momento.

O diagnóstico das finanças também é vantajoso para perceber se a operação está sustentável. Caso seja identificado um descompasso financeiro, por exemplo, você conseguirá trabalhar nas soluções para evitar problemas na operação.

Trace os objetivos

Após fazer o diagnóstico da realidade financeira, avance para traçar os objetivos do negócio. Eles representam o patamar de resultados que a empresa espera alcançar e devem ser pensados conforme o potencial dela e do mercado no momento.

Para que os objetivos sejam ainda mais claros, estabeleça os prazos — que podem ser curtos, médios ou longos. Com as datas bem especificadas, é possível elaborar projeções mais eficazes e fazer um planejamento estratégico mais adequado. 

Defina os prazos para coleta e análise de dados

Também é preciso definir prazos para a coleta de dados financeiros. Ou seja, regularmente a empresa deve produzir relatórios para identificar se as projeções se concretizaram ou se é necessário fazer ajustes na estratégia.

A definição dos períodos de análise depende da realidade financeira e dos objetivos da empresa, podendo ser mensal, trimestral, semestral, etc. A frequência é fundamental para antecipar problemas ou identificá-los com maior agilidade, evitando maiores prejuízos. 

Por que contar com um planejamento orçamentário?

Depois do que você conferiu sobre o tema, convém notar que elaborar um planejamento orçamentário pode trazer oportunidades para a gestão do negócio. Primeiramente, ele será importante para estruturar as principais áreas das finanças, trazendo mais segurança para toda a operação.

Outro ponto positivo é que ele facilita a tomada de decisão. Após ter em mãos os dados financeiros atualizados e os objetivos financeiros do negócio, a análise de cenários se torna mais prática, aumentando as chances de fazer escolhas acertadas para a gestão. 

Como você acompanhou, o planejamento orçamentário empresarial é uma ferramenta relevante para a administração de empresas. Portanto, use as informações que você aprendeu para incorporá-lo ao seu negócio.Quer continuar seu aprendizado sobre finanças empresariais? Entenda como escolher entre controle financeiro interno e terceirizado!

Sistema de controle financeiro

Deixe seu comentário
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade