O que fazer para controlar o seu fluxo de caixa?

Escrito por:

Instrumento essencial para acompanhar pagamentos e recebimentos da empresa, o fluxo de caixa merece atenção de todo empresário e gestor. Investir no controle da ferramenta é um cuidado importante para manter a empresa no azul e com crescimento constante, independentemente de sua área de atuação e do cenário econômico.

 

Um fluxo de caixa eficiente considera, além das saídas e entradas, o orçamento e o plano de negócios da empresa, sendo uma ferramenta valiosa na hora de planejar o médio e longo prazo. Veja algumas dicas que vão ajudá-lo a controlar seu fluxo de caixa e fazer com que sua empresa continue crescendo!

 

Registre todas as movimentações

Para manter o fluxo de caixa sob controle é essencial registrar todas as movimentações do caixa da empresa, tanto entradas quanto saídas. Realize um levantamento de todas as suas receitas e despesas, tanto atuais quanto as futuras, assim como planos de expansão e de investimento. Em seguida, organize esses dados pela sua natureza, separando-os em operacional, não operacional e investimentos.

 

É importante ficar atento para não deixar nenhuma movimentação de fora! Assim, é possível saber para onde o dinheiro corporativo está indo e em que áreas você pode trabalhar para evitar o desperdício. Além de separar gastos e receitas pela sua natureza, busque ser exato também na sua categorização, assim fica mais fácil na hora de identificar os tipos de rendas e despesas e trabalhar no controle de contas.

 

Verifique o fluxo de caixa diariamente

Acompanhar diariamente o fluxo de caixa do negócio evita que você tenha surpresas, como uma conta de consumo esquecida ou um pagamento de cliente que não entrou. Ao fazer um acompanhamento diário das movimentações financeiras, é possível se planejar.

 

Tenha em mente que só devem entrar no fluxo de caixa movimentações financeiras já concluídas. Ou seja, não é possível fazer uma venda e registrá-la no fluxo. Isso só deve acontecer quando você já tiver recebido o valor. Por isso, vendas a prazo não devem fazer parte do seu fluxo de caixa.

 

Avalie o capital de giro

Como anda seu capital de giro? Para controlar seu fluxo de caixa, é essencial ser realista em relação a essa quantia. Suas vendas têm dado o retorno desejado? O valor que cobra dos seus clientes é suficiente para manter suas operações funcionando no verde?

 

A análise do capital de giro ajuda, entre outros pontos, a perceber se chegou a hora de cobrar mais pelos seus produtos e/ou serviços, se é preciso focar em áreas que dão mais retorno financeiro, se é o momento para investir na empresa e, até mesmo, se é necessário enxugar a operação para continuar operando no azul.

 

Deixe o otimismo de lado

A verdade é que, quando o assunto é controle do fluxo de caixa, o otimismo deve dar lugar ao conservadorismo. Um fluxo de caixa eficiente é aquele que não conta com entradas e receitas antes da hora. É importante considerar, por exemplo, que alguns clientes não pagarão na data de vencimento e, até mesmo, que há aqueles consumidores que simplesmente não efetuarão o pagamento.

 

Por isso, é necessário contar com a aplicação de um percentual de perdas sobre o que vai entrar no seu fluxo de caixa para correr o risco de não ter dinheiro em caixa para honrar com seus compromissos.

 

Planeje e faça a gestão do estoque

Controlar o fluxo de caixa passa também por planejar e gerir o estoque da empresa. Geralmente, o estoque é um capital que fica imobilizado, o que pode levar à perda de oportunidades que poderiam ser valiosas para seu negócio. Por isso, é importante ficar atento à situação do estoque: se você tem mais itens do que deveria nele; qual é o limite máximo e o mínimo do estoque; quais produtos você deve manter armazenados e quais são os que ficam encalhados etc.

 

Um controle de estoque eficiente ajuda a definir quanto e quando comprar determinados itens. Além disso, é possível saber como acrescentar gastos e investimentos no fluxo de caixa da empresa.

 

Faça um planejamento de curto, médio e longo prazo

Por meio da análise e do controle do fluxo de caixa você pode fazer projeções para todo ano. Assim, é possível analisar diferentes possibilidades de cenários e se preparar para obstáculos que possam surgir no caminho. É importante estipular também ganhos e gastos mensais e comparar no final do mês o que você planejou com o que realmente entrou e saiu do caixa. Caso sua previsão não tenha se concretizado é possível rever processos e evitar que isso aconteça novamente no futuro.

 

Manter um fluxo de caixa controlado é essencial para que a empresa opere no verde e continue firme no caminho do crescimento. Não deixe de registrar todas as movimentações corporativas diariamente e contar com um sistema de gestão eficiente, que ajude no controle das finanças do seu negócio.

 

Ainda tem alguma dúvida sobre a importância do controle do fluxo de caixa? Deixe nos comentários!

 

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Benefícios do Boleto Bancário para MEI e pequenas empresas
Por Controlle
Emita seus Boletos de cobrança com o Controlle
Por Controlle
O que é Centro de Custo e quais as vantagens de usá-lo em sua empresa
Por Controlle
Como calcular o lucro da sua micro ou pequena empresa
Por Controlle
Controlle
Controlar as finanças da sua pequena empresa
ou startup, não precisa ser chato.

Conheça o Controlle, um gerenciador financeiro perfeito pra quem não gosta de perder tempo.

Faça como mais de 20 mil pessoas e receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter a gestão da sua empresa em ordem.