Ponto de equilíbrio financeiro: o que é e como calcular o da sua empresa

Saber o ponto de equilíbrio financeiro do negócio, é fundamental ...

ponto de equilíbrio

Saber o ponto de equilíbrio financeiro do negócio, é fundamental  para manter a saúde financeira da empresa. No entanto, muitos empreendedores não sabem o que é e nem como calcular.

No artigo de hoje você vai descobrir o que é e como funciona o Ponto de Equilíbrio Financeiro e como calculá-lo para de uma vez por todas, tomar as rédeas financeiras do seu negócio e mantê-lo sempre saudável.

Boa leitura!

O que é o Ponto de Equilíbrio?

O Ponto de Equilíbrio é o ponto onde as receitas totais e os gastos fixos e variáveis de uma empresa em determinado período se igualam. Sendo assim, caso haja faturamento menor que o previsto, o resultado será um prejuízo financeiro, enquanto um maior faturamento resultará em lucro para a empresa.

Este Ponto de Equilíbrio é calculado através da subtração dos Gastos Fixos pelos Gastos não Desembolsáveis, multiplicado pela Margem de Contribuição. Pode parecer complicado, mas o cálculo é bastante simples.

Qual a importância de se calcular o Ponto de Equilíbrio Financeiro?

O uso deste indicador e seu respectivo cálculo são fundamentais para que gestores, empresários e acionistas possam identificar em qual momento um produto, serviço ou até mesmo um investimento cobrirá os custos fixos e variáveis envolvidos e, enfim, começará a gerar lucro para a empresa.

Além disso, o Ponto de Equilíbrio Financeiro permite ao empreendedor:

→ verificar a viabilidade do seu negócio ou de um projeto específico antes mesmo da ideia sair do papel;

→ encontrar maneiras de reduzir custos – sejam eles fixos ou variáveis – do seu negócio;

→ estabelecer preços dos seus produtos e serviços com maior qualidade e de modo mais assertivo.

Como calcular o Ponto de Equilíbrio Financeiro?

Diferente do que muita gente imagina, o Ponto de Equilíbrio Financeiro não é encontrado se levarmos em consideração apenas o total de gastos fixos. Para identificar qual valor é necessário conquistar no mês para empatar as finanças ou obter lucros, deve-se considerar os custos e despesas variáveis.

Para tornar este cálculo mais fácil, utiliza-se uma fórmula simples e bastante enxuta, cujo resultado mostra ao empreendedor qual a quantidade de vendas de um produto ou serviço deverá ser alcançada em determinado período para que a empresa gere lucro.

Quando os gastos e lucros empatam, o faturamento corporativo é zero: os custos e despesas são quitados, mas ainda não há lucro. Encontra-se, portanto, o Ponto de Equilíbrio Financeiro do negócio – ou Break Even Point.

Aprenda, nos próximos parágrafos, a fazer este cálculo corretamente e descobrir o ponto de equilíbrio financeiro da sua empresa.

Calculando o ponto de equilíbrio

Para calcular o Ponto de Equilíbrio é preciso, em primeiro lugar, identificar as despesas fixas do negócio e a margem de contribuição. Entenda melhor estes dois elementos:

→ Gastos fixos

São aqueles necessários para manter a empresa em operação mês a mês – excluindo os gastos variáveis, que são reajustadas de acordo com a necessidade da companhia e, como o nome já diz, variam a cada mês.

Entre os principais gastos fixos de um negócio podemos destacar as contas de consumo como conta de água, conta de luz, entre outras; materiais de escritório, salário dos funcionários, custos com serviços de limpeza, custos com produtos de higiene e alimentação, aluguel de ponto de venda ou escritório, entre outros custos fixos, que se repetem todos os meses.

→ Margem de contribuição

É o ganho bruto sobre as vendas de produtos ou serviços da empresa. A margem de contribuição também costuma ser útil para calcular o preço de venda dos produtos e serviços comercializados pela companhia.

Para encontrar a Margem de Contribuição da sua empresa, é preciso subtrair, do valor das vendas, os custos variáveis e as despesas variáveis do negócio.

Margem de Contribuição = Preço de Venda – (Custo Variável + Despesas Variáveis)

É importante que você saiba, no entanto, que a margem de contribuição costuma ser calculada em cima do preço e custos/despesas unitários. Além disso, o resultado obtido neste cálculo costuma ser usado em forma de porcentagem.

Sendo assim, é necessário sempre transformar o resultado desta subtração em porcentagem – o percentual da sua margem de contribuição em relação ao preço de venda do produto ou serviço. Na hora de calcular o Ponto de Equilíbrio Financeiro basta transformar o percentual resultante desta conta em número decimal e realizar o cálculo do Break Even Point.

Na simulação a seguir você conseguirá identificar esta transformação do percentual da margem de contribuição em número decimal para encontrar o Ponto de Equilíbrio Financeiro. Continue acompanhando!

→ O cálculo

A fórmula utilizada para encontrar o Ponto de Equilíbrio Financeiro é muito simples: basta somar as despesas fixas e dividir o resultado pela margem de contribuição do seu negócio.  A conta fica desta forma:

Ponto de Equilíbrio Financeiro = Despesas Fixas/ Margem de contribuição

Para tornar a compreensão mais fácil, imagine que sua empresa gaste cerca de R$ 120 mil anuais para se manter em operação e que a margem de contribuição do seu negócio seja de 25%.

O Ponto de Equilíbrio Financeiro (PEF), neste caso, seria calculado da seguinte maneira:

PEF = R$ 120.000 (despesas fixas)/0,25 (margem de contribuição transformada em número decimal).

Nesta operação, teríamos o seguinte resultado:

Ponto de Equilíbrio Financeiro = R$ 480.000 (R$ 480 mil).

Nesta situação hipotética, portanto, sua empresa precisaria ter uma receita bruta anual de, no mínimo, R$ 480 mil para não ter prejuízo financeiro. Acima deste valor, a companhia teria lucro e, abaixo deste montante do Ponto de Equilíbrio Financeiro, haveria prejuízo.

Um cálculo bastante simples de ser feito, não é mesmo?

Organização Financeira

Manter as finanças da sua empresa sempre organizadas é essencial para facilitar o cálculo do Ponto de Equilíbrio Financeiro. Isso porque, um bom controle do fluxo de caixa do negócio permitirá ao empresário identificar, de maneira clara e objetiva, o total de gastos fixos, de gastos variáveis, total de custos e de ganhos de um determinado período.

Este conhecimento dos números que compõem o fluxo de caixa da empresa será fundamental para determinar, como você já viu anteriormente, o Ponto de Equilíbrio Financeiro de qualquer negócio. Um empreendedor desorganizado e sem controle das finanças da empresa pode sofrer – e muito – para conseguir manter seu negócio saudável.

Conclusão

Por meio do Ponto de Equilíbrio o empreendedor pode visualizar a saúde financeira do negócio e refletir sobre quais caminhos seguir para adequar sua empresa ao mercado e gerar lucro para o negócio.

O empreendedor consegue, ainda, averiguar qual o faturamento mínimo mensal necessário para que a empresa consiga cobrir seus gastos e começar a lucrar.

Portanto, saber o ponto de equilíbrio é fundamental para qualquer gestor que deseje manter um planejamento financeiro organizado, a fim de tomar sempre as melhores decisões no âmbito empresarial.

Agora que você já entendeu o que é o Ponto de Equilíbrio Financeiro e aprendeu a calculá-lo, ficará muito mais fácil cuidar da saúde financeira do seu negócio!

Gostou do artigo de hoje? Então compartilhe este post com seus amigos empreendedores nas redes sociais e ajude-os a manter as finanças corporativas em ordem e sempre saudáveis!

Leia também:

Como reduzir os gastos empresariais através da gestão de custos?

5 dicas para reduzir drasticamente os custos da sua empresa

Gestão de processos para pequenas empresas

Materiais educativos 


Deixe seu comentário