Quais as diferenças entre faturamento e lucro líquido da empresa?

Escrito por:

Ter sucesso nos negócios depende de uma série de fatores. Estratégia, planejamento, produtividade e eficiência são alguns exemplos. Porém, há um fator que é determinante para consolidar esse sucesso e balizar investimentos, que é o controle financeiro. E para fazer esse controle, uma das coisas mais básicas que se deve saber é quais são as diferenças entre faturamento e lucro líquido.

 

Embora sejam conceitos básicos de gestão financeira, ainda há muitas pessoas que confundem esses dois princípios. Entretanto, é essencial que seja feita uma clara diferenciação entre as duas coisas. Afinal, será a partir dos resultados desses elementos que o gestor de uma empresa terá condições de traçar planos e definir ações para melhorar o desempenho, fortalecer o negócio e crescer de forma consolidada.

 

A seguir, vamos explicar quais são as diferenças dos dois conceitos. Continue lendo e descubra como isso pode ajudar no sucesso de sua empresa.

 

Diferenças entre faturamento e lucro líquido

 

Para poder diferenciar uma coisa da outra, é preciso antes entender o que cada uma significa, isoladamente. A simples explicação do conceito de cada um desses fatores já esclarece como se diferenciam em princípio. Veja a seguir.

 

O que é faturamento?

 

Seja qual for o ramo de atuação e os tipos de produtos ou serviços comercializados, o faturamento será sempre a soma de tudo que a empresa arrecadou em determinado período de tempo. Para efeito de controle financeiro, esse valor costuma ser medido mensalmente, semestralmente e anualmente.

 

O nome “faturamento” é uma referência a todas as faturas somadas. Assim, o volume total de dinheiro que entrou na empresa por meio da venda de seus produtos ou serviços constitui o total de faturamento do período. Dessa forma, esse faturamento se caracteriza pelo valor montante que entrou no caixa.

 

O que é lucro líquido?

 

Por sua vez, o lucro líquido é o resultado que sobra do faturamento após serem descontadas todas as despesas do mesmo período. Tudo que foi gasto para chegar àquele faturamento deve ser subtraído de seu valor para chegar ao resultado do lucro.

 

Essas despesas envolvem todos os custos fixos e custos variáveis da operação, além dos descontos tributários. Assim, tudo que foi gasto com impostos, salários, aluguéis, matéria-prima, água, luz, telefone e transporte, entre outros, deve ser somado e descontado do faturamento. O que sobrar é o lucro líquido. E no caso dos gastos serem maiores que o faturamento, a diferença é o que chamamos de prejuízo.

 

Simplificando, a diferença entre faturamento e lucro líquido é que o primeiro trata do volume total de arrecadação, enquanto o segundo desconta desse valor o volume total de despesas.

 

Agora, é importante entender a relevância de cada um desses conceitos para que se faça uma gestão de negócios eficiente e lucrativa.

 

A importância do faturamento

 

Na gestão de um negócio, o faturamento é um importante termômetro de seu crescimento. Seu aumento pode significar crescimento da participação de mercado, resultado de esforços de vendas bem-sucedidos, boa aceitação do produto ou do serviço por parte do consumidor, entre outras coisas.

 

Como em quase qualquer segmento de mercado, esse fator pode sofrer variações sazonais, que são épocas do ano típicas para aumento de vendas. Um exemplo disso são as datas especiais, como Dia dos Namorados, Dia das Mães, Natal, entre outras. Por isso, o ideal é avaliar seu desempenho sob a perspectiva anual, para que as oscilações sazonais sejam absorvidas dentro de uma média do período.

 

Aumentar o faturamento

 

Entretanto, é preciso compreender que aumento de faturamento nem sempre representa aumento automático de lucros.

 

Muitas vezes, para atender demandas ou aumentar o poder de vendas e o acesso ao mercado, são necessários investimentos que consomem recursos financeiros. Há também a possibilidade de que seja preciso elevar gastos para aumentar a produção, o que pode implicar em despesas mais altas, gastos com horas extras e contratação de mais funcionários.

 

Esses recursos devem ser descontados do faturamento na hora de calcular o lucro e é preciso um bom planejamento para que este não seja afetado.

 

De qualquer forma, planejamentos devem ser feitos para médio e longo prazos, e em algumas situações o planejamento entende que, por um determinado período, o crescimento vai precisar de mais investimento e o lucro será comprometido. Porém, após esse período, o retorno sobre o investimento compensará as perdas iniciais.

 

Portanto, conhecer e acompanhar a evolução do faturamento é uma ferramenta de gestão importante, servindo como base para planos futuros.

 

A importância do lucro

 

Se de um lado o faturamento representa um meio de conhecer como a empresa está crescendo em vendas, do outro lado o lucro líquido pode indicar como está a saúde financeira do negócio.

 

Assim, não basta que as vendas cresçam e aumentem o faturamento, é preciso que isso ocorra sem grandes perdas para a lucratividade do negócio. Ou seja, é preciso garantir que o crescimento seja sempre sustentável.

 

Aumentar os lucros de um negócio é sempre um desafio para qualquer empreendedor. O desafio se deve ao fato de, como mostrado no tópico anterior, o aumento no faturamento pode implicar também em aumento de custos e, em algumas situações, redução dos lucros.

 

Aumentar os lucros

 

Claro que a gestão financeira não é uma coisa simples, e cada caso é um caso. Entretanto, uma vez que o lucro é o resultado do faturamento menos despesas, a fórmula mais simples para lucrar mais é aumentar essa diferença, seja vendendo mais, seja reduzindo despesas e aumentando a eficiência. Ou ainda, o que é o melhor dos mundos, fazendo as duas coisas ao mesmo tempo.

 

É onde entram conceitos como margem de lucro, precificação de produtos e serviços, incremento da produtividade (fazer mais com menos), aumento da eficiência operacional, economia de gastos, uso inteligente de recursos etc.

 

Em outras palavras, o aumento da lucratividade ocorre quando há um bom conhecimento sobre as variações periódicas do faturamento e um conhecimento aprofundando sobre os detalhes e custos da operação. É a partir desse conhecimento que se pode realizar um trabalho de controle financeiro, com planejamento detalhado, ações eficientes e resultados positivos.

 

O controle financeiro de um negócio envolve aspectos mais complexos, como tributação, custos operacionais diversos, financiamento para investimentos, fluxo de caixa e contabilidade geral. Entretanto, por trás desses fatores estão princípios e conceitos relativamente simples. Compreender esses conceitos é um ponto importante da gestão e disso pode depender o sucesso da empresa.

 

É nesse sentido que saber as diferenças entre faturamento e lucro líquido, apesar de simples, ajuda muito a ter uma visão geral, muito necessária antes de se aprofundar nos aspectos mais detalhados das finanças da empresa. Funciona como uma boa base para que você conduza seu empreendimento de forma segura, controlada e buscando sempre o crescimento sustentável.

 

E você? O que faz para controlar as finanças de seu negócio? Deixe um comentário e compartilhe com a gente sua experiência!

 

Se você quer mais dicas para melhorar o seu negócio, acesse Conube!

 

*A Conube é um Escritório de Contabilidade Online criado sob medida para quem quer abrir empresa ou quem já tem empresa aberta e quer praticidade e tranquilidade para o seu dia a dia. Com a Conube, você emite notas fiscais, acompanha as atividades fiscais e trabalhistas da sua empresa através de uma linha do tempo, gerencia o calendário para pagamento de impostos e tudo com o suporte de experientes contadores. Controle tudo pela internet de forma simples, rápida e interativa.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Como calcular o lucro da sua micro ou pequena empresa
Por Controlle
Orçamento empresarial: a diferença entre despesa, gasto e custo
Por Controlle
Follow-up de vendas: o que é e como fazer na sua empresa
Por Controlle
5 técnicas para desenvolver um mindset de sucesso
Por Controlle
Controlle
Controlar as finanças da sua pequena empresa
ou startup, não precisa ser chato.

Conheça o Controlle, um gerenciador financeiro perfeito pra quem não gosta de perder tempo.

Faça como mais de 20 mil pessoas e receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter a gestão da sua empresa em ordem.