Qual a função do CEO em uma startup?

Escrito por:

A sigla CEO tem origem inglesa e significa “Chief Executive Officer”. Traduzindo literalmente para o português, podemos interpretá-la como “diretor executivo”.

 

Na prática, a função do CEO tem uma importância mais abrangente do que o autoritarismo e a hierarquia engessada dos diretores nas antigas corporações. A nova realidade das empresas, principalmente das startups, exige inovação na forma de liderar e realizar negócios no mercado.

 

O CEO personifica a imagem da organização. E, por ser um cargo que exige habilidades diversificadas para atuar em todo o processo de gestão, tem chamado a atenção de muitos empreendedores.

 

Precisa de um profissional revolucionário para a sua companhia? Neste post, esclarecemos algumas de suas funções que merecem destaque. Confira!

 

Planejamento estratégico

 

Um plano de negócios é essencial para o crescimento de sua startup. Ele servirá como um mapa e guiará as ações que precisam ser tomadas para permanecer no caminho do crescimento.

 

Traçar os objetivos e as metas é uma das funções do CEO que ajuda na comunicação com o seu time. Sem dúvidas, é mais fácil conquistar o sucesso quando todos os envolvidos estão alinhados com o mesmo pensamento.

 

Outro aspecto de grande relevância é a necessidade de o diretor manter o planejamento estratégico atualizado, pois no curso da sua execução é possível que aconteçam mudanças, e toda equipe deve estar por dentro dos novos rumos.

 

Controle do fluxo de caixa

 

A gestão financeira faz, igualmente, parte do trabalho do CEO. Proporcionar o crescimento consciente do negócio, gerenciando receitas, despesas e financiamento, é um de seus encargos.

 

Mesmo que a empresa tenha um diretor financeiro competente, as questões relacionadas ao fluxo de caixa precisam passar pelo crivo do diretor executivo.

 

O fluxo de caixa é uma métrica utilizada para mapear como o capital está sendo empregado em determinado período. Uma gestão eficaz desse mecanismo é pré-requisito para que o CEO desenvolva seu ofício.

 

Sem uma imagem confiável e abrangente dos indicadores da companhia, ele não saberá como tomar as decisões corretas para direcionar as receitas e despesas. E também não será capaz de comunicar, com sucesso, oportunidades de crescimento para potenciais investidores.

 

Busca pela melhora do produto ou serviço

 

Dentre as principais responsabilidades, também está a atenção à visibilidade do seu produto, ou seja, como seus clientes o estão enxergando. Assim, é preciso analisar com critério os resultados das interações com os consumidores e usá-los para o aprimoramento da produção.

 

Também é fundamental que sua equipe esteja atualizada quanto às metas da empresa. Os colaboradores precisam sentir de forma clara quais são os objetivos, para que se mantenham entusiasmados com o trabalho desenvolvido.

 

Lembre-se de que a quantidade de motivação e satisfação das pessoas no período de expediente é derivada da percepção de que seu esforço proporcionará uma forte contribuição para os propósitos do time.

 

Acompanhamento e participação nas vendas

 

A tarefa que mais consome o tempo do diretor executivo é, possivelmente, a participação nas vendas da empresa. E isso se explica pelo fato de que tudo gira em torno desse segmento.

 

É o percentual de vendas que vai determinar quais rumos devem ser tomados, se é a hora de investir ou de poupar recursos. Por esse motivo, pelo menos 80% da atenção do CEO estará focada nelas.

 

Essa dedicação pode trazer dificuldades para voltar-se às demais responsabilidades. Com o crescimento da empresa, é comum que esse profissional só participe das negociações estratégicas.

 

Formação de um bom time

 

Construir uma ótima equipe deve ser uma das prioridades de um CEO, pois o trabalho de cada pessoa tem um valor imensurável para qualquer empresa. Além de recrutar os profissionais mais capacitados, procure por talentos com características especiais naquilo que você não domina.

 

Um bom diretor executivo está constantemente se perguntando se as pessoas certas estão nos lugares certos. Seja questionador: algum posto de trabalho precisa ser reorganizado? Há pessoas afetando o desempenho do resto da equipe? Meus colaboradores estão satisfeitos com seus empregos?

 

Os ajustes contínuos para a otimização da equipe são atividades difíceis, porém necessárias. Nem sempre um profissional competente vai se adequar ao perfil da organização. Por esse motivo, é importante que o CEO garanta que os valores pensados pelos fundadores permaneçam sólidos.

 

Gerenciamento de investidores

 

Encontrar pessoas interessadas em aplicar capital na sua startup não é uma tarefa fácil. Por isso, estabelecer vínculos e construir um bom networking faz parte das atribuições do CEO: essa é a forma mais eficiente de continuar a capitalização do seu empreendimento.

 

O investidor gosta de se manter atualizado — e um grande CEO sabe com qual frequência e a forma correta de cumprir essa missão. É preciso saber ganhar seu respeito e entusiasmo para melhorar as chances de sucesso.

 

Lembre-se de que essas pessoas podem aumentar a visibilidade do negócio em seus respectivos círculos de influência, sendo seus maiores vendedores.

 

Estruturação de um conselho para auxiliá-lo

 

Por mais competente que o CEO seja, ele não consegue desenvolver seu trabalho de maneira eficiente se estiver sozinho. Neste contexto, a presença de um conselho influenciará nas direções tomadas pela empresa.

 

Seus membros estarão acima do diretor executivo e terão competência para fiscalizar e dar o suporte de que ele precisa. Cabe ao conselho realizar reuniões periódicas para acompanhar se as metas da organização estão sendo atingidas e discutir todos os acontecimentos que a envolvem.

 

Nesses encontros, o CEO não participa apenas como espectador. É sua obrigação preparar todo o material que estará em pauta, além de liderá-la.

 

Estar na direção de uma startup é um exercício que impõe desafios diários. Nesse cenário, surge a necessidade de um profissional que reúna algumas competências, dentre as quais podemos resumir a função do CEO em: capacidade de gerir pessoas e comunicar-se com todos os setores (e também investidores), além de uma visão ampla de negócios.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

15 Ferramentas que toda empresa precisa conhecer para melhorar sua produtividade
Por Controlle
5 tendências na gestão de empresas para 2017
Por Controlle
Por que ter uma base de clientes é tão importante para os negócios?
Por Controlle
Você sabe qual o melhor banco pra abrir uma conta empresarial?
Por Controlle
Controlle
Controlar as finanças da sua pequena empresa
ou startup, não precisa ser chato.

Conheça o Controlle, um gerenciador financeiro perfeito pra quem não gosta de perder tempo.

Faça como mais de 20 mil pessoas e receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter a gestão da sua empresa em ordem.