Recessão: como fazer minha empresa crescer em tempos de crise

Ela foi, sem dúvidas, uma das palavras mais citadas de...

Ela foi, sem dúvidas, uma das palavras mais citadas de 2015 e promete permanecer em alta em 2016. A crise é real, mas não necessariamente precisa ser o seu limite. Numa época de portas fechadas e dinheiro curto, prosperar é um desafio, mas está longe de ser impossível.

Por meio de um pacote de medidas, você pode transformar as adversidades em degraus e fazer com que seu empreendimento utilize os ventos contrários para remar com ainda mais rapidez graças a uma combinação de ousadia e lucidez.

Toda recessão esconde oportunidades que estão ao seu alcance e podem fazer com que você amplie a sua renda hoje mesmo. Pessoal e profissionalmente, é possível transformar uma coleção de más circunstâncias num conjunto de boas oportunidades.

Quer saber como? Confira nosso post com dicas práticas que ajudarão a sua empresa crescer em tempos de crise!

Não transforme a crise em tabu

Como já foi dito, estamos em crise. Isso, porém, não significa que ela deva dominar o seu dia e se tornar o ponto central de todas as suas ações. Já passamos por inúmeras crises e — sem exceção — todas elas chegaram ao fim e foram essenciais para o sucesso daqueles que sofreram com seus efeitos, mas não se limitaram a eles.

Muitos empreendedores erram ao transformar a crise em tabu, escondendo-se atrás do mau momento do país para se livrar da responsabilidade de criar ações e estratégias capazes de fazer sua empresa evoluir.

Não alimente a crise, tornando-a ainda maior do que ela já é.

Aproveite a fragilidade da concorrência

Aproveitar a fragilidade da concorrência em meio à crise é fundamental para aqueles que desejam largar na frente dos demais ao fim dela. Por isso, dedique tempo à análise dos pontos fracos de seus concorrentes diretos e esforce-se para fazer exatamente aquilo que eles não têm conseguido.

Enquanto todos pensam apenas na sobrevivência, trace planos de crescimento. Diferencie-se de seus concorrentes com pequenas ações capazes de indicar aos seus clientes que sua empresa está passando pela crise, mas não se tornou refém dela.

Reveja seu orçamento

Obviamente, diferenciar-se da concorrência não é sinônimo de irresponsabilidade, e a recessão obrigatoriamente fará com que você precise rever seu orçamento pessoal e organizar as finanças de seu empreendimento.

Para isso, reformule seu orçamento, eliminando despesas supérfluas e convocando sócios e familiares para adotarem um “ajuste pessoal” que possa fazer com que os recursos poupados sejam redirecionados para outros setores fundamentais em tempos de crise.

As clássicas planilhas de gastos podem ser substituídas por aplicativos de celular capazes de te orientar e te ajudar a manter-se “no azul” numa época em que quase todos se afundam “no vermelho”.

Priorize a satisfação de seus clientes

Em qualquer época, seus clientes são o principal bem de sua empresa. Em tempos de crise, porém, essa realidade é ainda mais amplificada.

Com menos dinheiro para gastar, os consumidores priorizarão somente as empresas que os marcarem e, nesse momento, é fundamental fincar a sua bandeira neste seleto grupo.

Comprometa-se com a excelência, ainda que suas vendas estejam em queda ou seu faturamento esteja aquém do esperado.

Impacte seus clientes com serviços que vão além do básico e propiciem satisfação plena. Na recessão, cada consumidor é um ativo poderoso, disputado fervorosamente por todos os seus concorrentes. Sua única saída é superá-los na comunicação com o cliente, ofertando um poderoso serviço de pós-venda e uma eficaz central de relacionamento.

Invista no marketing

Para muitos empresários, o marketing é o primeiro item que deve ser cortado em tempos de crise, simplesmente por não ser essencial ou não trazer resultados imediatos.

Ledo engano. Ao abrir mão do marketing, empresas permitem que suas marcas sejam engolidas pela crise e caiam no esquecimento.

Uma boa estratégia de marketing em tempos de crise faz a separação entre as empresas que murcharão e as que florescerão junto ao seu público-alvo.

Não abra mão do marketing, mas invista nele com assertividade e consciência. Elabore um plano de marketing com objetivos definidos e metas preestabelecidas.

Inove para crescer em tempos de crise

Embora, a princípio, possa parecer um clichê, este passo permeia todos os anteriores. Na recessão, somente os inovadores prosperarão.

Não permita que a crise roube a sua criatividade, mas faça com que ela a acentue e aprenda a utilizá-la a seu favor. Necessita desesperadamente de crescimento? Busque soluções inovadoras que levem sua empresa até ele!

A inovação é a ponte entre o empreendedor e seu público-alvo, independentemente de qual seja a sua área de atuação. Quem encontra novas respostas para antigas perguntas se coloca na posição ideal para fisgar a atenção do público e, de quebra, revolucionar o mercado.

E o melhor: inovar é grátis e, na maioria das vezes, não depende de um grande orçamento, mas de uma combinação de determinação, autoconfiança e força de vontade.

E então, aprendeu como pode fazer sua empresa crescer em tempos de crise? Compartilhe conosco sua experiência! Deixe um comentário!


Deixe seu comentário