Terceirizar é o melhor para a sua empresa?

Escrito por:

Contratar ou terceirizar funcionários? Muitos empreendedores já se questionaram sobre isso. Em muitos casos, para empresas que estão começando, ou não pretendem expandir sua infraestrutura, não podem adquirir máquinas e computadores e nem destinar recursos para contratação de profissionais, a terceirização é a melhor alternativa. Esta é uma necessidade que surge para reduzir os gastos e, dessa forma, adquirir uma competitividade maior no mercado.

 

Entretanto, antes de decidir entre as duas alternativas, é preciso muita cautela. Apesar da terceirização de serviços qualificados chegar a uma redução de 50% dos gastos, em diversos casos ela pode ser prejudicial e oferecer algumas desvantagens para quem necessita de pessoas especializadas.

 

Quer saber mais? Então, confira a seguir as dicas e informações sobre tudo o que envolve o processo de contratar ou terceirizar mão de obra.

 

Quando devo terceirizar?

A terceirização é oportuna principalmente quando o serviço demandado exige uma qualificação maior e não faz parte do escopo de atividades principais de uma empresa. Por exemplo, em uma agência de marketing, há a necessidade de se contratar profissionais que possam lidar com os serviços administrativos e financeiros. Como nenhum dos sócios e colaboradores presentes são capacitados para tais tarefas, a terceirização destas atividades é a melhor saída.

 

Além disso, é necessário perceber que, em muitos casos, o outsourcing – nome dado à contratação de uma outra empresa para a terceirização de serviços qualificados – pode ser a opção mais barata. Para estes casos, as reduções de gastos são maiores para aquelas empresas que não apresentam uma infraestrutura adequada para a realização destas atividades, como espaço físico e tecnologias necessárias.

 

Outra condição que exige a terceirização de serviços é quando a companhia não apresenta recursos humanos o suficiente para realizar a atividade exigida. Dessa forma, deixa a desejar em atividades que são essenciais para a empresa e perde competitividade e qualidade em sua produção. Por isso, para não perder o foco naquilo que realmente importa, o outsourcing deve ser a solução para este caso.

 

Cuidados na terceirização

Antes de iniciar um contrato de terceirização de serviços, é necessário conhecer bem a legislação que rege estes acordos e as medidas que se deve tomar para evitar problemas posteriores. De acordo com a CLT – Consolidação das Leis do Trabalho -, as terceirizações só podem ocorrer quando as tarefas desempenhadas fazem parte da atividade-meio.

 

Se as ações executadas por profissionais terceirizados fizerem parte da linha de produção de uma empresa, os órgãos fiscalizadores podem multar tanto a contratante quanto a contratada. É o que aconteceu com a Volkswagen no começo deste ano: a montadora foi obrigada a pagar R$ 1 milhão como multa ao Tribunal Regional de Trabalho.

 

É necessário também que  contratante e contratada especifiquem exatamente alguns quesitos durante o acordo. Ambas devem discriminar a quantidade de trabalhadores que serão terceirizados, as funções e as tarefas que vão desempenhar durante a validação do contrato e a remuneração que deverá ser paga a cada um deles. Além disso, é importante destacar que o valor deve corresponder ao piso salarial da categoria, e os benefícios devem estar inclusos na quantia estipulada.

 

Quando devo contratar?

A contratação deve ocorrer sobretudo quando aquela atividade faz parte da produção da empresa. Neste caso, vale a pena investir em infraestrutura e, principalmente, em uma equipe de profissionais qualificados que poderá ser controlada internamente. Se a agência de marketing necessita de profissionais capacitados para desenvolver o design de sites, é importante que ela tenha uma equipe própria para isso.

 

E, em alguns casos, ela se torna a alternativa mais barata. Pois, além da renda mensal paga para a empresa que terceiriza os serviços (com acréscimos de comissões e taxas administrativas), o contratante também precisa, por lei, pagar os encargos trabalhistas, férias e décimo terceiro, valores que são repassados à contratada. Assim, o valor da terceirização fica muito mais caro do que o da contratação.

 

Além disso, a contratação também pode se tornar uma opção mais segura. Pois, em muitos casos, quando se terceiriza um serviço, corre-se o risco de perder o controle da gestão daquela atividade e pode-se também encontrar empresas de outsourcing que não oferecem profissionais altamente qualificados. Sem contar que o serviço terceirizado pode não estar bem alinhado com o perfil da sua empresa e suas expectativas. Dessa forma, os gastos com terceirizações se tornam extremamente dispendiosos e não apresentam retornos adequados à contratante.

 

Cuidados na contratação

Ao contratar é preciso definir de antemão qual o salário do funcionário e os benefícios que ele irá receber, bem como sua jornada de trabalho. É fundamental que ele esteja ciente disso. Após essa definição, lembre-se de que a empresa tem 3 meses para testar aquele funcionário e, caso a experiência seja negativa, é possível demitir sem gastar com os encargos trabalhistas além do salário.

 

Contratar acarreta custos, mas demitir também. Portanto, selecione bem cada profissional, verifique se ele tem o perfil da sua empresa e invista em treiná-lo e adaptá-lo ao ambiente de trabalho.

 

Gastos com funcionários: avalie o custo benefício de cada caso

É comum acreditar que a contratação é sempre mais cara, porém nem sempre é isso o que acontece. Muitas vezes, terceirizar um serviço necessita que o empresário proporcione um espaço físico, computadores e outros materiais de trabalho para o profissional que está temporariamente ali prestando serviço. Isso gera despesas com móveis e energia elétrica, entre outras.

 

Ainda é preciso considerar que cada tarefa deve se refletir em otimização da produção no negócio. Dessa forma, pode ser que um serviço terceirizado não tenha surtido um bom efeito, trazendo um custo-benefício ruim para esta empreitada. Por outro lado, um funcionário contratado, além de custar seu salário mais todos os encargos trabalhistas, pode ser valioso no negócio sendo altamente produtivo e gerando retornos que compensem o valor dispendido.

 

Contratar ou terceirizar?

Esta escolha dependerá das necessidades da empresa e também do seu orçamento, é claro. Lembre-se de que as duas opções são um investimento. Portanto, você deve analisar quanto está disposto a aplicar em seu negócio.

 

E então, já sabe se vai terceirizar ou contratar os seus profissionais? Deixe sua opinião e ideias nos comentários abaixo!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

5 técnicas para desenvolver um mindset de sucesso
Por Controlle
Como fazer um planejamento financeiro para a sua empresa crescer
Por Controlle
Excelência no atendimento: 7 dicas para conquistar e encantar seus clientes
Por Controlle
OKR: como funciona a metodologia que deu suporte ao crescimento do Google
Por Controlle
Controlle
Controlar as finanças da sua pequena empresa
ou startup, não precisa ser chato.

Conheça o Controlle, um gerenciador financeiro perfeito pra quem não gosta de perder tempo.

Faça como mais de 20 mil pessoas e receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter a gestão da sua empresa em ordem.