Vai pedir empréstimo empresarial? Primeiro responda a essas 5 perguntas

Escrito por:

Para que a sua empresa possa crescer, é essencial ter algum capital de giro que possa ser reinvestido no negócio de forma a potencializar seus rendimentos.

 

Para garantir essa normalização do caixa, pegar um empréstimo pode ser uma boa opção. Mas para que esse dinheiro seja sinônimo de melhora na saúde financeira da sua empresa e não origem de uma descapitalização, é necessário se planejar muito bem antes de pedir empréstimo.

 

Nós da Nexoos, especialistas em empréstimos para pequenas e médias empresas, preparamos algumas dicas para que você possa tirar o maior proveito possível desse financiamento:

 

O que te motiva a pedir um financiamento?

 

Mais do que justificar para o analista de crédito, você precisa conseguir justificar a si mesmo o motivo da solicitação de empréstimo. Nessa análise é necessário ver se os indicadores financeiros da empresa estão em ordem para que não ocorram surpresas no caminho.

 

Você sabe as opções de crédito no mercado?

 

Não é só no banco onde a sua empresa é correntista que você pode recorrer a um financiamento. Apesar dos grandes bancos dominarem uma grande fatia do mercado, há opções de crédito fora dos bancos que oferecem taxas mais atraentes e atuam em diversos modelos de crédito com ou sem necessidade de garantias reais. Em muitos casos, o processo é feito de forma totalmente online.

 

Você já fez uma simulação de empréstimo?

 

A maior parte das instituições financeiras oferecem alguma forma de simulação de empréstimo. Mesmo que essa não seja exatamente a taxa que você irá receber caso a sua solicitação seja aprovada, simulações são uma forma rápida e conveniente de estimar suas parcelas. Elas dão ao empreendedor uma oportunidade de avaliar a capacidade de pagamento e os munem com um poder de barganha ao conversar com instituições que tentem lhe cobrar taxas abusivas.

 

Você sabe o que é Custo Efetivo Total (CET)?

 

O Custo Efetivo Total (CET) de um empréstimo, nada mais é do que a taxa que corresponde a todos os encargos e despesas nas operações de crédito. Esse instrumento foi criado com o objetivo principal de conferir maior transparência às operações de crédito e para esclarecer efetivamente ao cliente o valor total que ele precisará pagar antes que a operação seja contratada. Ao fazer seus cálculos para saber a capacidade de quitação da dívida que sua empresa possui, sempre leve em conta o CET.

 

Em quanto tempo você pode pagar?

 

O prazo para pagamento do empréstimo deve ser calculado de acordo com o lucro que o investimento trará para o seu negócio. Para fazer isso é necessário primeiro projetar o quanto você vai faturar a mais com a ajuda do montante recebido e quando você começará a ver esse crescimento no faturamento. A partir daí você consegue dimensionar qual é o valor da parcela que cabe no seu bolso e finalmente em quanto tempo você conseguirá quitá-la.

 

A partir daí você pode considerar os prazos e taxas praticadas por cada uma das instituições financeiras para poder determinar qual é o ideal para a sua empresa.

 

Você tem outras dicas do que considerar antes de pedir um empréstimo? Conte para a gente nos comentários!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

9 dicas para reduzir a burocracia na sua empresa
Por Controlle
Precificação de serviços: tudo que você precisa saber para definir os valores ideiais
Por Controlle
Fluxo de caixa projetado: Entenda o que é e como fazer
Por Controlle
Ponto de equilíbrio financeiro: o que é e como calcular o da sua empresa
Por Controlle
Controlle
Controlar as finanças da sua pequena empresa
ou startup, não precisa ser chato.

Conheça o Controlle, um gerenciador financeiro perfeito pra quem não gosta de perder tempo.

Faça como mais de 20 mil pessoas e receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter a gestão da sua empresa em ordem.